Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Sem compor chapa, Leite reafirma apoio a Doria para as eleições 2022

Publicado em: 26/04/2022 18:58 | Atualizado em: 26/04/2022 19:14

 (Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini)
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini
Após discursar durante a XXI Marcha de Vereadores, realizada em Brasília nesta terça-feira (26), o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) reafirmou que irá respeitar o resultado das prévias do PSDB e apoiar a candidatura de João Doria.

“Foram feitas as prévias e se o candidato vencedor das prévias desejar ser candidato está escolhido, está decidido o que o partido deve levar adiante. Eu já fiz a minha manifestação na carta que eu publiquei na semana passada. Qualquer discussão para um caminho diferente depende de entendimento com o próprio candidato escolhido, que é o ex-governador de São Paulo, João Doria. Se ele mantém a sua candidatura, deseja ser candidato, terá o meu apoio, o meu estímulo, a minha participação, tanto quanto for necessário como partidário”, disse.

Leite afirmou que pretende trabalhar na sucessão de Ranolfo Vieira Júnior — seu vice antes da renúncia — ao governo do Rio Grande do Sul.

“Não trabalho com a lógica de ocupação de qualquer posição numa chapa presidencial vou cuidar do Rio Grande do Sul, da nossa sucessão para garantir que o Estado não dê passos atrás. Meu trabalho é esse, garantir que o Rio Grande do Sul não volte ao passado, que consiga seguir em frente é com essa mudança de paradigma que fizemos e o andamento da contribuição, tanto quanto for necessário, também para o cenário nacional”, pontuou o tucano, que ainda afirmou que não irá disputar a reeleição no RS.

Apesar da não candidatura, o tom de campanha
 
Mesmo tendo reafirmado seu apoio a João Doria, Eduardo Leite discursou em tom de campanha aos vereadores presentes. Ressaltou a importância do cargo legislativo municipal e disse que “todo político precisa ser vereador” para ter noção da dimensão dos problemas da população no dia a dia.

“Fez diferença na minha vida política ter sido vereador, cuidando desde problemas mais do dia a dia da população, desde saneamento, posto de saúde, pavimentação, as questões das comunidades, até problemas mais complexos”, disse.

Além de destacar o diferencial, Leite criticou, sem citar nomes, o acirramento político do Brasil, disse que a população possui muitos problemas para "desperdiçar energia" para atacar adversários políticos

“A população tem muitos problemas para ficarmos nos atacando. Devemos nos concentrar em atacar os problemas. Atacar uns aos outros não resolve problemas dos municípios, nem dos estados e nem do Brasil. A gente pode sentar e conversar, não precisa tentar aniquilar o outro”, disse.

“É possível fazer política com firmeza de convicção, defendendo suas ideias, mas é possível defender com. Firmeza e diálogo, sem discriminar os que pensam diferente. Precisamos pensar na população, nas cidades, estados e no Brasil”, complementou.

XXI Marcha de Vereadores
 
A Marcha de Vereadores, organizada pela União de Vereadores do Brasil (UVB), ainda receberá outros pré-candidatos ao Palácio do Planalto. Nesta quarta-feira (27) às 11h20, Ciro Gomes (PDT) fará discurso aos vereadores presentes.

Outros presidenciáveis marcarão presença durante a marcha também na próxima quinta-feira (29). O ex-governador de São Paulo João Doria, às 11h20, e a senadora Simone Tebet, às 15h e foi anunciado durante o evento a participação do presidente e pré-candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), agendado para 11h.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco