Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI

Nise Yamaguchi diz que reunião discutiu minuta para distribuição de cloroquina

Publicado em: 01/06/2021 14:33 | Atualizado em: 01/06/2021 15:54

 (crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
)
crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
A médica Nise Yamaguchi negou, em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nesta terça-feira (1), ter havido uma reunião com autoridades do governo para discutir mudança na bula da cloroquina e da hidroxicloroquina, a fim de indicar as substâncias sem eficácia comprovada a pacientes com Covid-19, e afirmou que no encontro houve apresentação de uma minuta relativa à distribuição dos medicamentos no Sistema Único de Saúde (SUS) no combate à doença.

O encontro se deu no dia 6 de abril do ano passado. A afirmação da médica contradiz falas do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e do diretor-presidente da Anvisa, Barra Torres, que disseram que na reunião havia uma minuta para mudança da bula do medicamento a ser indicado a pacientes com Covid-19. Barra Torres afirmou, ainda, que a sugestão teria partido de Nise e que ele teve uma reação “deselegante” após fala da médica.

Conforme a médica, entretanto, a minuta era para inclusão do uso do medicamento no tratamento precoce e a sua distribuição. Ela não soube dizer de quem era a minuta, contudo. A referida reunião ocorreu no Palácio do Planalto, com Mandetta, Barra Torres, general Braga Netto e o médico médico Luciano Dias Azevedo, da Marinha.

Nise afirmou que descobriu ao final da reunião a referida minuta, mas que antes estava discutindo uma resolução da Anvisa (348) e uma nota informativa (número 6) do Ministério da Saúde que falava sobre recomendação do uso da cloroquina em casos moderados e graves. Ela negou que tenha escrito a minuta. “O que estava discutindo era o medicamento, e não a bula, e que o medicamento tinha que ser combinado entre o médico e o paciente”, afirmou. “Esse papel só falava sobre dispensação de medicamentos”, disse.

Questionada se Barra Torres mentiu ao falar de minuta sobre alteração de bula da cloroquina, a imunologista disse que talvez ele tenha se equivocado.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Time de engenheiros se une para montar respiradores 15 vezes mais baratos e salvar milhares de vidas
Manhã na Clube: entrevistas com Marília Arraes, Marcella Salazar e Aurimar Borges Jr
Presidente da Argentina faz ataques xenofóbicos ao Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Tadeu Alencar e Túlio Rangel
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco