Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PANDEMIA

Bolsonaro: 'Nós estamos em condição de realizar a Copa América aqui no Brasil'

Publicado em: 01/06/2021 18:20

 (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Ao que tudo indica, o presidente Jair Bolsonaro bateu o martelo ao defender nesta terça-feira (1) que o país está em condições de sediar a Copa América. Declaração ocorreu em meio a mais de 460 mil mortes pela doença e foi feita durante a cerimônia de assinatura do contrato de transferência de tecnologia da vacina para a Covid-19 desenvolvida por Oxford, em parceria com a AstraZeneca, para a FioCruz. Entre as justificativas, o mandatário relata que a primeira fase da Libertadores ocorreu sem maiores problemas e que a Copa América deve seguir protocolos semelhantes.

"Como tem um fato novo que tem a ver com a paixão nacional, informo que fui procurado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) com anúncio de que a Federação Argentina de Futebol não tinha condições de realizar a Copa América. Respondi então para o presidente da CBF, o senhor (Rogério) Caboclo, que em poucas horas daria uma resposta para ele, porque as decisões que eu tomo, tenho que ouvir os ministros. Ouvi os ministros interessados, apresentamos os argumentos, entre eles, acabamos com a primeira fase da Libertadores. Foram aproximadamente 80 jogos na América do Sul, sem problema nenhum. E a segunda fase já está anunciada para essa semana. Começamos agora na sexta-feira (4) o jogo Brasil x Equador, eliminatória da Copa do Mundo, sem problema nenhum", relatou.

Segundo Bolsonaro, o próximo passo é a escolha da sede. Ele aponta que o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, se mostrou interessado em receber a competição, assim como os líderes executivos do Mato Grosso do Sul, do Rio de Janeiro e de Goiás.

"Decidimos que, no que dependesse do governo federal, seguindo os mesmos protocolos, nós estamos em condição de realizar a Copa América aqui no Brasil. Faltava agora então, via, não só a CBF, mas com a colaboração do ministro da Casa Civil, escolhermos a sede em comum acordo obviamente com os governadores. E agora já tivemos quatro governadores, aqui de Brasília, do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás e mais um agora, chegou um pouco atrasado por assim dizer, também se prontificando para sediar a Copa América. Pelo que tudo indica, (ministro da Saúde, Marcelo) Queiroga, seguindo os mesmos protocolos, o Brasil sediará a Copa América", acrescentou.

Mais cedo, o presidente reforçou que a decisão já está tomada e afirmou que não vai se opor ao convite da Conmebol para que o país sedie o torneio de futebol entre as seleções da América do Sul.

"Considero, da parte do governo federal, como já tratei com o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, assunto encerrado. Todos os meus ministros são favoráveis à Copa América no Brasil com os mesmos protocolos das Eliminatórias (da Copa do Mundo) e da Libertadores. Caso encerrado", frisou o presidente, em um evento no Palácio do Planalto nesta terça-feira.

"No que depender do governo federal, será realizada a Copa América no Brasil. Desde o começo estou dizendo por ocasião da pandemia: lamento as mortes, mas nós temos que viver", concluiu.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco