Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Em encontro com governador, Liana Cirne pede punição de policiais que agrediram manifestantes no Recife

Publicado em: 31/05/2021 20:13

 (Foto: Heudes Regis/SEI)
Foto: Heudes Regis/SEI
Vítima de violência policial no ato "Fora Bolsonaro", que aconteceu no último sábado, no Centro do Recife, a vereadora Liana Cirne (PT) esteve hoje com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), para cobrar iniciativas perante as agressões cometidas por policiais na manifestação. Durante a oportunidade, a vereadora entregou ao gestor estadual representação disciplinar cobrando apuração do caso e punição dos policiais que agiram com violência contra os participantes do ato realizado de forma pacífica, bem como ofício solicitando acesso a informações de sindicância instaurada pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS-PE). Também estiveram presentes o presidente da Câmara de Vereadores do Recife, Romerinho Jatobá (PSB), a vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos (PCdoB) e o secretário da Casa Civil, José Neto. 

No encontro, Paulo Câmara reforçou seu compromisso com a investigação do caso e afirmou que a conduta violenta adotada pelos policiais não condiz com os procedimentos da Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE). "“Prestei minha solidariedade à vereadora Liana Cirne e assegurei a ela que o ocorrido no último sábado não é a postura institucional da Polícia Militar de Pernambuco. Todos os envolvidos já identificados foram afastados e a Corregedoria e a Polícia Civil estão atuando para apurar as demais responsabilidades. Repudiamos a violência e teremos uma investigação rigorosa de todos os fatos”, destacou Paulo Câmara.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Liana Cirne informou que durante a ocasião também apresentou uma proposta de criação de uma ação indenizatória por danos morais coletivos, que seria revertida para a PM-PE com o intuito de incentivar formação e capacitação dos policiais e também um curso preparatório gratuito "a fim de que possamos assegurar que aqueles que almejam ingressar na carreira policial possam ter acesso a um curso preparatório pro concurso gratuito e focado na legalidade, no comprimento da lei e nos respeitos dos Direitos Humanos", informou a vereadora. Perante a proposta, Liana Cirne disse que o governador e a vice-governadora do estado, Luciana Santos, sinalizaram positivamente. "Minha proposta será estudada e teremos uma segunda reunião com a Procuradoria Geral do Estado e saio daqui (Palácio do Campo das Princesas) ainda mais comprometida com a investigação sobre todos os excessos que ocorreram (no dia 29)", concluiu.
 
Investigação 
 
Segundo informações da Secretaria de Defesa Social, nesta segunda-feira, foram designados pela SDS-PE, por meio da Polícia Civil, dois delegados especiais para investigar os casos de agressões cometidos durante o ato pacífico do último sábado no Centro do Recife. Os delegados Breno Maia e Kelly Luna conduzirão o trabalho e com a conclusão da investigação informarão à sociedade as respostas obtidas. 

O Secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, afirmou que as investigações estão sendo feitas "com seriedade, dentro da técnica e conforme determina a Lei". Explicando as etapas,  Pádua informou que "na esfera administrativa, a Corregedoria Geral da SDS abriu Investigação Preliminar (IP) para apurar três ocorrências de ferimentos por bala de borracha (elastômero); outra IP se debruça sobre o uso de spray de pimenta que atingiu a vereadora Liana Cirne e, por fim, um procedimento foi instaurado para analisar a conduta adotada pela tropa no terreno, durante os atos. Serão reunidas todas as imagens, informações e provas técnicas disponíveis. E, no âmbito criminal, a Polícia Civil fará seu trabalho com seriedade, dentro da técnica e conforme determina a Lei”, disse. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco