Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

VOTO DE CENSURA

Senado aprova voto de censura a assessor de Bolsonaro

Publicado em: 01/04/2021 13:39

 (Filipe Martins gesticula atrás de Rodrigo Pacheco em sessão do Senado. Foto: Reprodução/TV Senado)
Filipe Martins gesticula atrás de Rodrigo Pacheco em sessão do Senado. Foto: Reprodução/TV Senado
O Senado aprovou nesta quarta-feira (31) voto de censura a Filipe Martins, assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República.

No dia 24 de março, Martins participou de uma sessão do Senado com o então ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e fez um gesto com a mão, interpretado como obsceno por parlamentares. Martins negou e afirmou que estava ajeitando a lapela do terno.

A polícia legislativa apurou o caso a mando do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Como Martins não é parlamentar, o voto de censura não gera punição, conta apenas como uma repreensão pública, mas se for constatada alguma infração, o Senado pode enviar a investigação para o Ministério Público Federal.

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no Rio Grande do Sul já informou ter encontrado indícios de crime e pediu a abertura de uma investigação sobre o gesto.

O requerimento aprovado nesta quarta, apresentado por Fabiano Contarato (Rede-ES), afirma que Filipe Martins praticou "gestos racistas e preconceituosos", compatíveis com a identificação usada pelo "movimento supremacista branco".

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco