Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

EVENTO

Nas mãos das Forças Armadas população está tranquila, diz Bolsonaro a militares

Publicado em: 08/04/2021 17:33

 (crédito: Anderson Riedel/PR)
crédito: Anderson Riedel/PR
O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta quinta-feira (8/4), da cerimônia de cumprimentos dos 57 oficiais-generais das Forças Armadas promovidos. O evento ocorreu no Salão Nobre do Palácio do Planalto e contou ainda com a presença do vice-presidente, Hamilton Mourão, sua esposa Paula Mourão; o ministro da Defesa, Braga Netto, sua esposa Káthia Braga Netto e o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, não estava presente no evento.

Em meio à pandemia, o presidente, o vice e ministros cumprimentaram com apertos de mãos cada um dos oficiais promovidos e suas esposas. Inicialmente, Bolsonaro retirou a máscara e após cumprimentar 15 oficiais, recolocou o equipamento dando prosseguimentos aos acenos. Ao final, acomodaram-se nos assentos sem fazer o uso de álcool gel.

O ato contraria o próprio ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que tem repetido a importância do uso de máscaras, do distanciamento físico e do isolamento social.

Bolsonaro fez discurso rápido e semelhante ao realizado mais cedo, na solenidade de promoção de oficiais-generais no Clube do Exército, onde criticou indiretamente a política de lockdown adotada por governadores e prefeitos, afirmou que as Forças Armadas representam estabilidade para o país e atuam dentro da Constituição. No Planalto, o mandatário se disse honrado com as promoções dos militares e afirmou que nas mãos das Forças Armadas a população está tranquila.

"Promoções. Renovação. O mesmo compromisso e lealdade com a nossa pátria. Me sinto honrado pela função que ocupo no momento de ter ao lado pessoas que tem um compromisso de servir sua pátria com o sacrifício da própria vida. A sociedade sempre contou com as nossas Forças Armadas nos momentos mais difíceis que a nação já viveu. A nossa lealdade é com o povo brasileiro, é com o destino da nossa nação. E nas mãos dos senhores a nação está tranquila. A nossa população bem sabe que o nosso compromisso dentro das quatro linhas da Constituição será cumprido".

Por fim, o chefe do Executivo afirmou que as funções passam, mas que as instituições permanecem. "O momento que vivemos passará. Tenho certeza que dias de glória surgirão e nós poderemos dizer que cumprimos com nosso dever. Nós passamos, as instituições ficam. Muito obrigado a todos por existirem. Meus cumprimentos pela merecida e justa promoção. Tenho certeza que nós venceremos desafios e obstáculos e poderemos sim, de fato, colaborar no sentido de dar mais que esperança, um porto seguro para o nosso povo brasileiro", concluiu.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco