Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI

Humberto Costa (PT) crê que CPI corrigirá ação do governo na pandemia

Publicado em: 19/04/2021 16:40

Senador por Pernambuco, integrante da comissão de inquérito, disse que, como o prazo de 90 dias para o funcionamento do colegiado poderá ser prorrogado pelo mesmo período, dará tempo para levar o Executivo a corrigir falhas no combate à Covid-19
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Senador por Pernambuco, integrante da comissão de inquérito, disse que, como o prazo de 90 dias para o funcionamento do colegiado poderá ser prorrogado pelo mesmo período, dará tempo para levar o Executivo a corrigir falhas no combate à Covid-19 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
O ex-ministro da Saúde e senador Humberto Costa (PT-PE), um dos dois representantes da oposição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, disse, nesta segunda-feira (19/4), acreditar que as investigações do colegiado poderão levar o governo a melhorar a atuação federal no combate à Covid-19. Costa também anunciou que pretende apresentar requerimentos para que sejam convocados a depor todos os quatro ministros da Saúde do atual governo, o ex-chanceler Ernesto Araújo, além de entidades representativas dos governos estaduais e municipais.

"Eu acredito que dará tempo para que a atuação da CPI consiga fazer com que o governo adote uma mudança de rumo e atue de uma melhor forma no combate à pandemia. São noventa dias, prorrogáveis por mais noventa, então eu acredito que a CPI terá um papel muito importante nesse sentido", disse o senador, em entrevista ao Correio.

O parlamentar adiantou que a CPI deve convocar o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e os outros que ocuparam o cargo no governo do presidente Jair Bolsonaro - Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello. O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antônio Barra Torres, também deverá ser convocado, segundo o senador pernambucano.

"Vamos levar também os representantes do Conselho Nacional de Saúde, do Conselho Nacional de Secretários Muncipais de Saúde, do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde e vamos listar um conjunto de estudiosos, de ética, de pesquisadores, além de fazer convite a entidades de representação dos prefeitos e também dos governadores de estado, entre outras", afirmou Humberto Costa.

Agenda paralela de intimidação 
 
O parlamentar também comentou notícias de que o governo pretende intimidar os integrantes da CPI através de uma agenda paralela de investigações da Polícia Federal contra governadores e prefeitos. No domingo, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), indicado para ser o relator da CPI, disse, durante entrevista à GloboNews, que não será intimidado por ações desse tipo.

Para Humberto Costa, se a informação sobre tentativas do governo para intimidar os membros da comissão for confirmada estará configurado um crime. "Eu vi esse comentário. A gente vai também procurar as fontes disso aí para a gente poder também investigar. Se for verdade é um crime", disse Humberto Costa.
TAGS: governo | pandemia | cpi | costa | humberto |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 10/05
Gil do Vigor é recebido com festa da população e honraria em Paulista
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco