Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

SUPREMO

Rosa Weber nega pedido para suspender inquérito do STJ contra procuradores

Publicado em: 23/03/2021 14:51

Investigação foi aberta pelo presidente da Corte, ministro Humberto Martins, que alega que ele e seus pares foram alvos de apuração ilegal por parte de integrantes da Lava-Jato
 (Foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Investigação foi aberta pelo presidente da Corte, ministro Humberto Martins, que alega que ele e seus pares foram alvos de apuração ilegal por parte de integrantes da Lava-Jato (Foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta terça-feira (23/3), pedido de habeas corpus da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) para que fosse suspenso um inquérito aberto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra ex-procuradores da Lava-Jato. As investigações começaram por decisão do presidente da Corte, ministro Humberto Martins. Ele alega que os integrantes do Ministério Público Federal no Paraná (MPF-PR) investigaram ilegalmente ministros do STJ.

A ANPR solicitou que os procuradores que atuam no MPF em Curitiba fossem "dispensados de depor", assim como "resguardados de qualquer medida cautelar relacionada ao inquérito". A entidade pediu ainda que o processo investigatório fosse remetido ao Supremo.

No despacho, a Weber afirma que não vê riscos para a liberdade dos investigados, ou seja, dos procuradores para atender, no momento, pedido de habeas corpus. "Ao exame dos autos, não verifico, ao menos neste juízo de estrita delibação, o periculum in mora aventado na exordial, sobretudo por não se encontrar o status libertatis dos supostos investigados em situação de risco iminente", escreveu a magistrada.


Operação Spoofing

A investigação aberta no STJ tem como base reportagens da imprensa, diálogos obtidos pela operação Spoofing, da Polícia Federal, que acessou conversas vazadas de procuradores e do ex-juiz Sergio Moro que foram obtidas ilegalmente pelo hacker Walter Delgatti Neto. Ele deu entrevista ao site Brasil 247, cujo conteúdo também é utilizado no inquérito.

Em um dos diálogos, os procuradores afirmam que o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, relatou, em delação premiada, pagamento de propina para o presidente do STJ, ministro Humberto Martins. As acusações também se voltaram contra o filho dele, o advogado Eduardo Martins. A delação de Léo Pinheiro foi assinada pela ex-procuradora-geral da República, Raquel Dodge. No entanto, ela desconsiderou a parte que tratava de Eduardo Martins, e mandou arquivar o trecho.

No inquérito, de acordo com informações reveladas pelo jornal O Globo e confirmadas pelo Correio junto a fontes na Procuradoria-Geral da República (PGR), são investigados o procurador regional Eduardo Pelella, que foi chefe de gabinete do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, e os ex-integrantes da força-tarefa da Lava-Jato no Paraná, Januário Paludo e Orlando Martello Júnior, o procurador Diogo Castor de Mattos e o ex-coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

A subprocuradora da República Luiza Frischeisen também é um dos alvos. Ela tem larga experiência na área criminal do MPF, e grande influência entre os colegas do órgão. No inquérito, Humberto Martins alega que ela trocou mensagens com os procuradores de Curitiba. A afirmação foi feita por Delgatti, em entrevista, sem abordar alguma irregularidade concreta.

O Correio apurou que já havia uma apuração preliminar na Corregedoria do MPF sobre as acusações contra Luiza. No entanto, o procedimento havia sido arquivado pela corregedora-geral Elizeta de Paiva Ramos, por não encontrar indícios de ilegalidade.

TAGS: stf | weber | rosa | lava-jato |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 14/04
Vacinas da Johnson & Johnson sob investigação por risco de trombose
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 13/04
De 1 a 5: dicas de decoração para repaginar a casa de forma simples e sem gastar muito
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco