Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MERCOSUL 30 ANOS

Mercosul: Bolsonaro fala em "redobrar esforços nas negociações externas"

Publicado em: 26/03/2021 13:31

Presidente defendeu, ainda, a modernização do bloco e a revisão da Tarifa Externa Comum (TEC), "como parte central do processo de recuperação" de dinamismo
 (Foto: Evaristo Sá/AFP)
Presidente defendeu, ainda, a modernização do bloco e a revisão da Tarifa Externa Comum (TEC), "como parte central do processo de recuperação" de dinamismo (Foto: Evaristo Sá/AFP)
O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta sexta-feira (25/3), em reunião virtual do Mercosul, que haja uma ampliação do comércio com países fora do bloco. O presidente também defendeu a modernização do bloco, com a atualização da Tarifa Externa Comum (TEC) "como parte central do processo de recuperação" do dinamismo do bloco. A referida tarifa é um conjunto de tarifas sobre a importação para os países que integram o Mercosul.

"Consideramos que há amplo espaço para aprofundar a integração regional a partir da redução de barreiras não-tarifárias e da incorporação de setores ainda à margem do comércio intra-bloco. Precisamos fazer parte da quarta revolução industrial, ocupar o espaço que nos cabe no mundo das grandes correntes econômicas internacionais. Para isso, devemos redobrar esforços nas negociações externas", afirmou.

De accordo com ele, a a abertura comercial multiplicou o intercâmbio entre os países, mas disse ser evidente "que o bloco ainda precisa recuperar participação relevante nos fluxos comerciais e econômicos entre os Estados-membros". Bolsonaro destacou a importância da reunião que acontecerá em abril entre ministros dos países membros para, segundo ele, "tomar decisões sobre a agenda e modalidade das negociações externas do Mercosul". "E em matéria de revisão da Tarifa Externa Comum, como proposto pelo Brasil", disse.

Bolsonasro pontuou que o Brasil quer rapidez e resultados significativos. "Concentramos nosso empenho em atrair investimentos externos que gerem emprego e renda. Desejamos que nossas economias participem cada vez mais das novas cadeias regionais e mundiais de valor, em especial neste momento, quando precisamos superar com urgência os enormes danos causados pela pandemia".


Consenso

O presidente também criticou a regra que exige consenso entre membros do grupo para tomada de decisões. "Entendemos que a regra do consenso não pode ser transformada em instrumento de veto ou freio permanente. O princípio da flexibilidade está escrito no próprio tratado de Assunção (capital do Paraguai). O Brasil deseja contar com o apoio dos demais membros do bloco para seguir ampliando a rede de negociações comerciais extra regionais, de modo a contribuir para rápida retomada do crescimento e impulsionar um novo ciclo virtuoso no Mercosul", disse.

Bolsonaro comentou, logo no início do discurso, o momento difícil pelo qual os países passam. "repleto de desafios, que devemos encarar como uma oportunidade de aprendizado para fortalecer nossa união em torno de princípios elevados, como a liberdade e a democracia. Reafirmo minha solidariedade às famílias e meu profundo pesar pela perda de vidas e pelo sofrimento que a pandemia tem causado aos nossos povos".



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco