Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

DIPLOMACIA

Atmosfera de confiança com EUA continua crescendo sob gestão Biden, diz chanceler

Publicado em: 02/03/2021 16:44 | Atualizado em: 02/03/2021 17:01

 (Bolsonaro demorou a reconhecer a vitória do atual presidente norte-americano. Foto: EVARISTO SA / AFP)
Bolsonaro demorou a reconhecer a vitória do atual presidente norte-americano. Foto: EVARISTO SA / AFP
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse nesta terça-feira (2), em entrevista coletiva, que existe entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos uma atmosfera de entendimento e de confiança que foi plantada entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Donald Trump, e que “continua vingando, crescendo”. Bolsonaro demorou a reconhecer a vitória do atual presidente Joe Biden, além de ter declarado expressamente que torcia para a vitória de Trump, algo que não costuma ser feito por chefes de Estado e que não é visto com bons olhos pela diplomacia.

Araújo lembrou que, desde o começo de 2019, o Brasil passou a falar sobre o interesse de um acordo comercial amplo com os EUA que nunca chegou a ser efetivado, apesar de o chanceler dizer que foi construída uma relação profunda entre os dois países com Trump na presidência. “Isso ainda não se materializou, mas no ano passado nós conseguimos atingir três importantes acordos no final do ano que começa a mudar o panorama da interconexão dos nossos setores privados com os EUA”, afirmou.

De acordo com ele, a perspectiva desse grande acordo não foi interrompida com a mudança de governo. “Claro que uma relação profunda como nós estávamos construindo, em um país democrático isso não se transpõe automaticamente quando muda de governo, porque depende de encaixe. Mas esse encaixe continua sendo totalmente possível. Nós já estamos trabalhando nisso com a nova administração. Essa perspectiva, conversas que tivemos, foi no sentido de manter esse engajamento na direção comercial”, pontuou.

Imagem lá fora
O chanceler afirma que existe um esforço de algumas correntes políticas em prejudicar a imagem do Brasil no exterior. De acordo com ele, entretanto, “o governo norte-americano está olhando a realidade, e não a narrativa distorcida daqueles que não querem que haja uma boa relação entre os Estados Unidos e o Brasil”. “Vamos construir uma relação muito produtiva”, garantiu.

De acordo com ele, esta construção teve início em um terreno que apontava-se que seria de discórdia: na área climática e de meio ambiente. De acordo com ele, houve uma boa reunião virtual com John Kerry, assessor especial de meio ambiente de Biden, para falar sobre o assunto.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco