Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

SOLUÇÕES

João Campos (PSB) segue em busca de novas fontes para investimentos no Recife; Brasília é primeira parada

Publicado em: 10/02/2021 20:33 | Atualizado em: 10/02/2021 21:06

 (Divulgação)
Divulgação
A busca de recursos para investir no Recife é pauta que guia primeira viagem institucional do prefeito do Recife, João Campos (PSB). Nesta quarta-feira (10), João (PSB) se reuniu com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) para definir ações de melhoria para a capital pernambucana. 

Em sua primeira reunião, na Secretaria de Tesouro Nacional, o socialista debateu o Plano de Ajuste Fiscal da Prefeitura do Recife. O objetivo, segundo assinalou o gestor, é de "recuperar a capacidade de pagamento do município para o nível B, o que permite a contratação de linhas de crédito com entidades financeiras internacionais".
 
“Falando dos planos e ajustes que a gente vai fazer no Recife para garantir que a gente consiga a Capacidade de Pagamento de nível B, para poder fazer empréstimos internacionais, com aval da Secretaria do Tesouro Nacional”, explicou João Campos.
 
“Projetos na área de infraestrutura, de meio ambiente e que a gente este ano vai poder avançar nos projetos e preparar uma carteira de obras e de investimentos, que pode ter a CAF como agente intermediador dessas ações”, complementou o prefeito. 

Seguindo o caminho de lutar pela minoria, prometido em sua campanha, o socialista se reuniu com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). O assunto: a defesa da criação de um novo auxílio emergencial.

 “Tive uma reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Arthur Lira e falamos sobre o auxílio emergencial. É fundamental que o Congresso tenha mais uma vez protagonismo nessa pauta e fazer a aprovação de um novo auxílio. Só no Recife, eram em torno de R$ 350 milhões que circulavam e que ajudam várias pessoas, a população mais vulnerável e ajudava a movimentar o comércio também. Eu fui o criador da Frente Parlamentar em Defesa da Renda Básica, presidi ela, e defendo que seja constituído um auxílio emergencial de caráter nacional”, avaliou o prefeito.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco