Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Eleições

Geração de emprego e renda na pauta de João Campos (PSB)

Publicado em: 07/10/2020 21:50

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Durante cumprimento de agenda nesta quarta-feira (7), o candidato a prefeito do Recife João Campos (PSB) passou pelos bairros da Madalena e Iputinga, Zona Norte e Oeste da Cidade, respectivamente, para conversar com moradores sobre as suas propostas para a Capital. 

Na Iputinga, o preveiturável visitou a Comunidade do Berardo, na companhia do vereador Eriberto Rafael (PP) e, no segundo bairro, participou de reunião com apoiadores do vereador Romerinho Jatobá (PSB). Em ambas localidades, o socialista reforçou a importância de se pensar na geração de emprego e renda no período pós-pandemia.

O candidato explicou as principais propostas já lançadas, como a intenção de criar cooperativas e o Crédito Popular Municipal. “No próximo ano, o grande desafio será a geração do emprego e da renda. E nosso time está comprometido com a cidade. Queremos fazer a diferença no Recife, promovendo a igualdade e oportunidade para a população", frisou.

Na manhã desta quarta, Campos reforçou a importância do Crédito Popular aos microempreendedores negativados e o acesso ao programa municipal para abrir ou impulsionar negócios na metrópole. A iniciativa visa conceder linhas de crédito de R$  3 mil, com taxas de juros reduzidas. 

A ideia do projeto é de auxiliar os pequenos produtores. “A gente vai poder ajudar diretamente quem está na ponta, quem tem menos gordura para atravessar essa crise, que acontece no mundo inteiro. Precisamos estar prontos para passar por esse momento e a geração de emprego é uma prioridade para nossa gestão. É importante dar esse acesso ao negativado para que ele possa reerguer o seu negócio e fazer a economia da nossa cidade girar”, destacou. 

Além do acesso facilitado, o Crédito Popular terá uma carência que vai ajudar aqueles que aderirem ao programa, com quatro meses para a primeira parcela. O pagamento poderá ser feito em até 12 meses, com taxa de juros de 0,99%. Outro diferencial é que, caso o tomador ou tomadora do empréstimo pague as parcelas em dia, a última fica por conta da Prefeitura.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco