Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Em Pernambuco, 'partido de Bolsonaro' em stand-by

Publicado em: 03/04/2020 19:41 | Atualizado em: 03/04/2020 19:47

Legenda criada por bolsonaristas não deve participar das eleições municipais deste ano (Foto: Reprodução / Twitter)
Legenda criada por bolsonaristas não deve participar das eleições municipais deste ano (Foto: Reprodução / Twitter)
O Aliança pelo Brasil, partido político criado para apoiar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), não conseguiu validar assinaturas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com isso, a legenda não vai participar das eleições municipais de 2020. O prazo para o registro partidário termina no próximo sábado, dia 4 de abril.

Mesmo com o isolamento social no Brasil inteiro por conta da pandemia de Covid-19, o TSE manteve os prazos para registro dos estatutos dos partidos. O procedimento poderia ser feito pela internet, com a entrega de documentos on-line pela plataforma virtual do Tribunal

Em Pernambuco, os principais representantes do Aliança são o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, e o coronel Meira. Ambos falaram sobre a orientação local para os que pretendiam concorrer ao pleito municipal pela legenda.

“Quem quiser concorrer poderá se filiar a partidos políticos alinhados com os nossos princípios para não serem prejudicados”, explicou Machado Neto. Questionado sobre quais partidos seriam esses em Pernambuco, o presidente da Embratur preferiu não citar.

O coronel Meira também explicou a situação: “A base do governo depende do contexto local. Por exemplo, no Rio de Janeiro, o Republicanos apoia Bolsonaro e tem seguido o governo federal. Já aqui, a liderança é de Silvinho (Silvio Costa Filho), que apoia o governador Paulo Câmara (PSB)”.

Meira listou algumas legendas que, localmente, poderiam servir de abrigo aos integrantes do Aliança: “Aqui nós temos o PRTB, o Patriota, o PSC, o Cidadania, onde Daniel Coelho tem apoiado o nosso trabalho, o DEM”. Sobre um possível apoio à delegada Patrícia Domingos (Podemos), Meira foi enfático: “Ela não é alinhada ao governo Bolsonaro, aos nosso valores. Em uma live ontem ela fez falas defendendo o aborto, o feminismo. Não tem nada a ver com as nossas pautas”.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Manifestações por morte de garoto, Weintraub presta depoimento na PF e inquérito de facada arquivado
Covid-19: Brasil tem novo recorde diário de mortes
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco