Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

RESPOSTA

Vereador Samuel Salazar critica proposta de Jayme Asfora para suspensão de impostos

Publicado em: 18/03/2020 11:49

 (Câmara Municipal/Divulgação)
Câmara Municipal/Divulgação

O vereador recifense Samuel Salazar (MDB) criticou, por meio de nota, a proposta apresentada pelo vereador Jayme Asfora (sem partido) que previa a suspensão de impostos municipais por 90 dias. Para o emedebista, Asfora estaria utilizando a crise de circulação do novo coronavírus para “para fazer politicagem pequena”.

A solicitação de Jayme Asfora, enviada ontem (17) à Prefeitura do Recife, pedia a suspenção suspensão das parcelas do IPTU incidentes sobre imóveis residenciais com valor venal de até R$ 100 mil; das parcelas do IPTU sobre imóveis comerciais ligados a atividades de microempresas e empresas de pequeno porte, desde que enquadradas no Simples Nacional; e da cobrança do ISS incidente nas atividades de autônomos, micro e empresas de pequeno porte, todas pelo prazo de 90 dias.

Confira a nota na íntegra:

“É lamentável que, mesmo diante de um esforço concentrado da Prefeitura, do Governo do Estado e de toda a sociedade para conter a circulação do novo coronavírus, existam pessoas que se aproveitem para fazer politicagem pequena, típica dos que não tem senso de responsabilidade e quer apenas tirar proveito eleitoral. 

O trabalho transparente e responsável feito pela Prefeitura do Recife tem sido reconhecido por toda a cidade e ganhado destaque nacional. O Recife se antecipou ao problema. Foi a primeira cidade do Brasil a determinar o fechamento de suas escolas, incluindo as privadas, com sensibilidade de manter a distribuição da merenda para os mais de 90 mil alunos da rede municipal de ensino. 

Aliás, as ações de controle começaram ainda em janeiro, antes mesmo de a OMS decretar situação de emergência e muito antes do primeiro caso ser confirmado no Brasil. De lá pra cá, o trabalho é diário e já somam 91 ações com o objetivo de retardar a transmissão do novo vírus na nossa cidade. Entre as medidas, além da suspensão das aulas, foi restrita a 50 pessoas no máximo os eventos públicos e privados na cidade, liberados já R$ 15 milhões de reais para a compra de EPI e cestas básicas para a população carente, contratados 43 novos médicos e 189 enfermeiros e técnicos de enfermagem e canceladas as férias dos servidores da Saúde, Assistência Social, Defesa Civil e Guarda Municipal. 

Também foi recomendada a suspensão das atividades em academias de ginástica particulares e suspensas as das públicas, recomendado o funcionamento dos bares e restaurantes para apenas 50% da capacidade e redução nos horários dos Shoppings.

A Prefeitura do Recife segue trabalhando diariamente, 24 horas por dia, monitorando a situação de emergência e contando com a colaboração valiosa de todos os recifenses. Em vez de fazer politicagem barata, o vereador faz melhor se seguir as orientações das autoridades de Saúde, e sair de casa apenas quando necessário.”

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Registro de armas dispara no Brasil durante governo Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco