Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PROTESTO

Manifestantes comparecem a ato em defesa de Bolsonaro, mesmo com crise do coronavírus

Publicado em: 15/03/2020 20:52 | Atualizado em: 15/03/2020 21:11

Manifestantes ignoraram determinação do governo e foram às ruas (Foto: Bruna Costa / Esp. DP)
Manifestantes ignoraram determinação do governo e foram às ruas (Foto: Bruna Costa / Esp. DP)
Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compareceram em grande número à Avenida Boa Viagem na tarde deste domingo (15), para um ato em defesa do chefe do Executivo. Mesmo com o Governo de Pernambuco proibindo agrupamentos de mais de 500 pessoas por conta do coronavírus, e dos próprios grupos que organizavam as passeatas cancelando o evento por meio de suas redes sociais.

Vestindo verde e amarelo, carregando faixas e bandeiras do Brasil, os bolsonaristas caminharam pela via cantando o hino nacional e entoando palavras de ordem contra a esquerda. Muitos deles fizeram pouco caso da pandemia de coronavírus. Em uma das faixas era possível ler: “Sobrevivi ao PT, Corona para mim é cerveja”. Alguns manifestantes usavam máscaras, muitas pintadas de verde e amarelo, para se proteger de contaminação. Em Pernambuco, foram registrados oito casos da doença até a publicação desta matéria.

O protesto foi puxado pelos grupos Liberta Pernambuco, Direita Livre Brasil, Endireita Pernambuco, Movimento Brasil Conservador, Endireita Recife, Bolsonaro PE e outros. Entre as pautas, os manifestantes pediam para que os parlamentares não fizessem “chantagem” com o governo federal. É uma referência às votações sobre o Orçamento Impositivo, que destinam cerca de R$ 30 bilhões do orçamento do governo para emendas parlamentares e outros gastos para controle dos deputados e senadores. O protesto também apoiou as reformas pretendidas pelo governo federal, como a tributária e a administrativa.

No sábado (14), após a determinação do governo estadual proibindo aglomerações, os organizadores usaram suas redes sociais para dizer que o ato estava cancelado. Contudo, os integrantes desses foram ao protesto mesmo assim. 

 “Os movimentos de Pernambuco decidiram por não participar a manifestação, mas sem impedir que as pessoas fossem protestar de forma individual”, afirmou Wilker Cavalcanti, líder do Liberta Pernambuco. “Nunca vi na história deste país uma coisa como essa. Tem muita gente aqui, tá bonito de se ver”, continuou Wilker. 

“O governador (Paulo Câmara, PSB) sacaneou com os grupos porque fez um uso político do coronavírus. A gente não poderia colocar trio porque iria ter multa, a polícia iria bloquear, iria prejudicar os donos dos trios”, explicou Marcílio Valença, do Direita Brasil Livre, que também compareceu ao ato.

A deputada estadual Clarissa Tercio (PSC) compareceu ao protesto. Por meio de uma publicação em seu perfil no Instagram, ela afirmou que estava presente “como cidadã”. Em um storie, na mesma rede social, a parlamentar disse: “Qual é o vírus que mais mata no Brasil? A corrupção”.

“Mostramos que o maior medo do brasileiro é continuar nas mãos de políticos descomprometidos que trabalham contra o povo e só olham para seus interesses pessoais. Foram 57 milhões que votaram em Bolsonaro. Hoje mostramos que estamos com ele.”, disse a parlamentar.

Durante ato, a fotógrafa Bruna Costa, do Diário de Pernambuco, foi hostilizada por manifestantes. Ao avistarem o crachá dela, a chamaram de “esquerdista” e a cercaram. Diante da ameaça, a profissional deixou a cobertura do protesto. Um fotógrafo de outro jornal local também foi agredido.

Detenção

Diego Ketriri, 21 anos, líder do grupo Bolsonaro PE, resolveu falar ao microfone na manifestação. Policiais militares o cercaram e o detiveram. Ketriri foi levado para a Delegacia de Boa Viagem. De acordo com a Polícia Civil, ele foi autuado por descumprir “o artigo 268 do Código Penal (Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa)”. Um homem de 57 anos, motorista de identidade ainda revelada, também foi autuado. Os dois assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco