Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

COVID-19

Governadores criticam pronunciamento do presidente

Publicado em: 25/03/2020 10:47

 (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Governadores criticaram o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em rede nacional na noite de ontem e disseram que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, perdeu legitimidade. Muitos líderes estaduais saíram em resposta ao pronunciamento do presidente.

Nas redes sociais, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, falou sobre o assunto e criticou o discurso do presidente. “Enquanto líderes de vários países tomam medidas necessárias para conter o avanço no novo coronavírus, aqui no Brasil o presidente Jair Bolsonaro vai na contramão do que defendem autoridades sanitárias e o próprio Ministério da Saúde. Um discurso que, lamentavelmente, comprova que o Brasil está sem comando num dos momentos mais desafiadores de sua história”, diz a nota publicada.

Ainda no texto divulgado na noite de ontem, o governador pernambucano enfatizou que as medidas são necessárias e serão mantidas. “O sacrifício é imenso, sabemos disso. Mas todo esforço tem um único objetivo: salvar vidas. Por isso, em Pernambuco todas as medidas estão mantidas. É tempo de serenidade, união e muito trabalho”, finaliza.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou que a fala de Bolsonaro indica que “estamos sem direção”. “Desconectado da realidade, desconectado da ação do Ministério da Saúde, atrapalha o trabalho dos governadores e menospreza os efeitos da pandemia”, afirmou.

De acordo com Renato Casagrande, os governadores precisam se reunir, porque o país está sem coordenação. “O ministro e os governadores de um lado e o presidente menosprezando a pandemia de outro”, disse. O discurso, segundo o governador, desautoriza o trabalho do ministro Mandetta. “O ministro não tem legitimidade para permanecer mais no ministério”, disse.

Flávio Dino (PC do B), governador do Maranhão, avaliou que Bolsonaro “viu que perdeu a governabilidade”. “Ele mesmo deflagrou o seu próprio processo de impeachment. Está completamente fora da realidade”, afirmou, após o pronunciamento.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco