RESPOSTA Dilma nega favorecimento ao BTG Pactual e acusa Palocci de mentiroso

Por: Maria Clara Ferreira

Publicado em: 03/10/2019 18:04 Atualizado em: 03/10/2019 18:19

Foto: Evaristo Sá/AFP
Foto: Evaristo Sá/AFP
A ex-presidente Dilma Rousseff se pronunciou, em nota, rechaçando trecho da delação do ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil) que acusava o também ex-ministro Guido Mantega (Fazenda) de vazar informações sobre taxa Selic ao banqueiro André Esteves, do BTG Pactual. Dilma afirmou acusou Palocci de mentiroso e afimou que o delator não apresentou provas das informações prestadas à Polícia Federal (PF).

De acordo com a ex-presidente, "isso ocorre justamente quando pesam indícios de abusos e irregularidades cometidas por autoridades do Judiciário. Parece que o objetivo é tirar o foco das suspeitas de abuso de autoridade e conduta ilegal por parte dos operadores do Direito, conforme as revelações da Vaza Jato'". 

Em nota, Dilma, que esteve na presidencia durante o período em que supostamente aconteceu o  fornecimento de informações sigilosas, disse ainda que "presidentes da República jamais participaram, atuaram ou interfeririam em reuniões do Copom ou do Banco Central".

Confira a nota completa:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.