Evento Alepe sedia seminário sobre suicídio, segurança pública e violência contra a mulher

Publicado em: 01/10/2019 21:58 Atualizado em: 01/10/2019 22:41

Para o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros (PP), os temas abordados no seminário são muito oportunos para "humanizar a Assembleia Legislativa". Foto: Roberto Soares/Divulgação (Foto: Roberto Soares/Divulgação)
Para o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros (PP), os temas abordados no seminário são muito oportunos para "humanizar a Assembleia Legislativa". Foto: Roberto Soares/Divulgação
Nesta quinta-feira (3), a Assembleia de Pernambuco (Alepe) será sede do 5º Seminário Regional de Promoção e Defesa da Cidadania. O evento, promovido pela Unale (União dos Legislativos Estaduais), tem como tema central a busca pela valorização da vida. Os debates em torno das questões que a entidade elegeu como prioridades para este ano - Segurança Pública, Suicídio e Automutilação e Violência contra a Mulher - durarão um dia inteiro.

O encontro acontece das 8h30 às 15 horas de quinta-feira, e as inscrições, que são gratuitas, podem ser feitas a partir desta quarta-feira (2) pelo site www.unale.org.br/eventos. A programação completa está disponível no site da Alepe.

O evento contará com a participação de representantes das Assembleias Legislativas do Brasil inteiro, autoridades e dirigentes de organizações ligadas às áreas de debate, além de estudantes.

De acordo com o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), entre os propósitos de sua gestão está “a humanização da Assembleia Legislativa”, e os temas abordados no seminário são muito oportunos para atingir esse objetivo.

“A Unale traz um debate extremamente oportuno e nos insere dentro de uma agenda nacional. Queremos que a sociedade se integre ao trabalho dos 49 deputados e que nos ajude a acertar. Por isso é importante esse diálogo, para estar em sintonia com os grandes temas da atualidade”, afirma Eriberto.

O 5ª Seminário Regional de Promoção e Defesa da Cidadania conta com o apoio do Ministério Público e do Governo Federal. Estão sendo aguardadas na edição que se realizará em Pernambuco as presenças de alguns ministros como o da Cidadania, Saúde e da Mulher, Família e Direitos Humanos.

A Unale aproveitará, além dos debates, o seminário para reunir dos deputados do Nordeste sugestões de políticas públicas de combate à violência contra a mulher, ao suicídio e à automutilação e para instalação financeira e administrativa do Sistema Único de Segurança Pública. 

“Já percorremos o Centro-Oeste, Sudeste, Sul, Norte e agora chegamos ao Nordeste para contar com a colaboração dos parlamentares da região porque em novembro será nossa conferência nacional onde discutiremos a humanização do Legislativo e como aproximá-lo mais da sociedade”, enfatiza o presidente da Unale, deputado estadual de Santa Catarina, Kennedy Nunes.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.