Socialização Projeto Alepe Cuida será oficializado em solenidade no Tribunal de Justiça

Publicado em: 17/09/2019 17:54 Atualizado em: 17/09/2019 18:03

O programa foi criado pela Assembleia Legislativa em parceria com o Tribunal de Justiça. FOTO: Divulgação
O programa foi criado pela Assembleia Legislativa em parceria com o Tribunal de Justiça. FOTO: Divulgação
Nesta quarta-feira (18), na sala da presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE),  acontecerá a assinatura do programa social Alepe Cuida. O início do evento está previsto para as 10h. O projeto Alepe Cuida foi idealizado pelo primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Clodoaldo Magalhães (PSB), em parceria com o juiz Paulo Brandão, titular da 3ª Vara da Infância e Adolescência.

O programa social Alepe Cuida foi criado pela Alepe por meio de um convênio com o Tribunal de Justiça. O projeto visa minimizar a vulnerabilidade de menores em liberdade assistida, ou seja, jovens que não estão presos, mas estão sendo monitorados pelo judiciário por terem cometidos pequenos delitos.

Através do Cica Cidadania, iniciativa do TJPE, esses jovens já possuem acesso à regularização da situação educacional, emissão de documentação civil básica e inserção em cursos profissionalizantes. Os adolescentes e jovens também são orientados e inseridos nos serviços socioeducativos em meio aberto, além de contar com prestação de assistência jurídica.

Com o novo projeto Alepe Cuida, a assistência a esses jovens será completada com o eixo da saúde. “Nesse setor, a gente tinha uma dificuldade porque não tinha um link direito com a Assembleia, apenas por trocas de ofícios ou encaminhamentos de urgência. Ter a definição de dia, hora e atendimento será excelente”, destacou Luiz Guilherme, promotor de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e da Juventude (CAOPIJ).

Funcionamento

Toda semana, dois adolescentes serão atendidos no departamento médico da Alepe, no Hospital Ana Neri, para fazer uma avaliação médica e odontológica. De acordo com a doutora Sara Behar, integrante do projeto e médica da Alepe, será feito um check up de acordo com as especialidades que o paciente estiver precisando. “A partir dessa checagem, o jovem receberá um laudo em que consta a aptidão para exercer qualquer atividade laboral, seja estágio remunerado ou emprego”, explicou. 

Já o deputado estadual Clodoaldo Magalhães ressaltou a importância de uma iniciativa social como o Alepe Cuida. “O CICA já tinha uma parceria com esses jovens em vários setores, mas ainda não tinha o braço de saúde. Então, a Alepe está entrando com esse suporte, que também é muito importante para o restabelecimento de vida desses jovens”, complementou o parlamentar.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.