ataque Fernando Holiday é chamado de 'macaco de auditório' por vereador na Câmara de SP

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 05/09/2019 18:08 Atualizado em:

Foto: Câmara de São Paulo
Foto: Câmara de São Paulo
O vereador Fernando Holiday (DEM) foi chamado de "macaco de auditório" no plenário da Câmara Municipal nesta quinta-feira (5). O ataque partiu do vereador Camilo Cristófaro, do PSB.

"Gostaria de falar que lamentavelmente o senhor Fernando Holiday usa das redes sociais, que ele é o grande macaco de auditório das redes sociais, que ele usa dando risada dessa Casa, explodindo as redes sociais, porque a população adorava ver sangue, maldade, mentira, fake, onde ele acusa os seus colegas de vagabundos", disse Cristófaro.

Holiday disse que recorrerá à Corregedoria da Câmara e ao Ministério Público por entender que foi alvo de ofensa racista.

"O vereador tem a mania de fazer xingamentos pessoais e de baixo calão. Geralmente ele faz fora do microfone. Desta vez foi racista e ao microfone", diz Holiday à reportagem. 

Ele afirma que Cristófaro também disse que ele precisava "comer banana".

Cristófaro manifestou irritação com fala de Holiday desta terça-feira (4), na qual ele afirmou que os vereadores da Câmara não trabalham. Ele repetiu afirmação que fez ao programa do apresentador Danilo Gentili, no SBT.

"Ele [Gentili] me perguntou: 'Os vereadores na Câmara Municipal trabalham?' Eu disse: 'Não'. É uma triste realidade, mas a maioria dos vereadores não trabalham", afirmou. 

Os parlamentares presentes na sessão de terça se revoltaram, e Holiday se exaltou. "Eu não estou voltando atrás na minha fala. Se vossas excelências querem que eu repita, eu repito: A maioria dos vereadores desta Casa não trabalham." À reportagem, Cristófaro diz que não teve objetivo de fazer ofensa racial.

"Não vem me chamar de vagabundo. Para mim ele é macaca de auditório do Chacrinha, que só quer aparecer. Racista? Ele diz isso para aparecer. Tenho branco, preto, índio e japonês no meu gabinete. Isso é conversa para boi dormir", diz Cristófaro, que diz que isso é estratégia para Holiday "ganhar votos".

Cristófaro tem brigado pela cassação de Holiday com base na fala do vereador sobre os colegas não trabalharem.

"Vagabundo é ele, não eu. Ele que não participa de comissões, CPIs, não comparece à Câmara", afirma.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.