Comentário Bolsonaro: ''Se tivesse demarcado terras, ninguém estaria falando nada"

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 22/08/2019 21:57 Atualizado em:

Foto: Isac Nobrega/PR
 (Foto: Isac Nobrega/PR
)
Foto: Isac Nobrega/PR
O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (22) que "se tivesse demarcado umas 20 terras indígenas, ninguém estaria falando de queimada". Afirmação foi feita durante live transmitida no Facebook e segue a linha de outras declarações do presidente de que ONGs estariam agindo por interesses próprios. 

O presidente também afirmou que o "Fundo Amazônia vai para ONGs que não trabalham para o bem do Brasil, em grande parte." O fundo existe desde 2007 e é abastecido com recursos de países desenvolvidos para a preservação da floresta amazônica. "Esses países que mandam dinheiro para cá não mandam por caridade, mandam com interesse", completou. 

Nos últimos dias, a Alemanha e a Noruega anunciaram cortes de recursos que seriam destinados à Amazônia. Além desses, outros países também mostraram preocupação quanto à preservação do bioma brasileiro. Desde a Rio 92 ficou convencionado que a preservação do meio ambiente é obrigação de todos os países. 

Para Bolsonaro, porém, "alguns países aproveitam o momento para potencializar as críticas contra o Brasil". Ainda criticou a declaração do presidente francês, Emmanuel Macron, de que  "nossa casa está pegando fogo". Sem citar o país, Bolsonaro disse que tem nações chamando a Amazônia de casa. 
 
Além disso, o presidente voltou a dizer que o fogo que assola a região é normal. "Esse fogo é comum na Califórnia. Acontece. Aqui tem o viés criminoso? Tem, de quem quer que seja, ONGs, fazendeiros, índios…", disse. "Em 2014, teve queimada e não teve essa repercussão toda, mas é comigo. Primeiro a divulgação daqueles dados mentirosos, tem crescido sim, reconheço, não é fácil combater. Nossa Amazônia é maior do que a Europa toda junta”, disse. 

A comparação do presidente, porém, é equivocada. A Amazônia tem metade do tamanho da continente europeu, que tem 10 milhões de km². Incêndios na região amazônica são comuns. Porém, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 72.843 incêndios este ano, o que registra um aumento de 80% em relação ao ano passado. 

O presidente ainda agradeceu a ajuda de países sul-americanos que se dispuseram a ajudar no combate ao fogo e disse que não tem como colocar mais homens do Exército na região pelo "sucateamento" das Forças Armadas, além de não ter como colocar mais aviões por causa dos altos gastos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.