Decisão Justiça Eleitoral libera assessor do ministro do Turismo

Por: AE

Publicado em: 01/07/2019 22:01 Atualizado em:

Mateus von Rondon, assessor especial do ministro Marcelo Álvaro Antônio. Foto: Reprodução/Redes Sociais (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Mateus von Rondon, assessor especial do ministro Marcelo Álvaro Antônio. Foto: Reprodução/Redes Sociais
A Justiça Eleitoral em Minas Gerais colocou em liberdade nesta segunda-feira (1º), o assessor especial do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e dois coordenadores da campanha de 2018 quando ele concorreu a vaga na Câmara dos Deputados. Mateus von Rondon, o assessor especial, e Roberto Soares e Haissander Souza que haviam sido presos, também foram indiciados pela Polícia Federal por falsidade ideológica, uso indevido de verba e associação criminosa, com pena máxima de nove anos e três meses de prisão, no total. 

As prisões ocorreram na segunda fase da Operação Sufrágio Ostentação, que apura um suposto esquema de candidatas-laranjas nas eleições de 2018 com o objetivo de acessar fundos eleitorais destinados exclusivamente a campanha de mulheres. À época, Álvaro Antônio presidia o partido no Estado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.