Pernambuco.com
Pernambuco.com
comoção Adorável funcionária da CIA é demitida após se recusar a cheirar bombas Depois de perceberem que Lulu realmente não havia nascido para o serviço secreto, os funcionários da CIA ficaram preocupados sobre qual seria o seu destino

Publicado em: 19/10/2017 11:29 Atualizado em: 19/10/2017 11:46

Lulu, a filhotinha que não queria cheirar bombas. Foto: CIA/Reprodução
Lulu, a filhotinha que não queria cheirar bombas. Foto: CIA/Reprodução
A CIA (Companhia de Inteligência Americana) fez uma série de publicações em sua conta oficial no Twitter sobre a demissão de uma funcionária para lá de especial e causou comoção entre os seguidores.

"Nós estamos tristes em anunciar que em poucas semanas de treinamento, Lulu começou a mostrar sinais que ela não estava interessada em detectar o cheiro de explosivos", publicou a CIA em sua conta.


Lulu é, na verdade, uma cadelinha adorável que foi demitida porque não queria farejar bombas. Segundo o órgão, a decisão foi difícil, mas levou em conta o bem-estar físico e mental de Lulu. "Mesmo quando motivada com comida e brincadeiras, ela claramente não estava mais se divertindo", descreveu a CIA.

Depois de perceberem que Lulu realmente não havia nascido para o serviço secreto, os funcionários da CIA ficaram preocupados sobre qual seria o destino da cadelinha. 


Lulu acabou sendo adotada por seu treinador e, de acordo com a CIA, passa seus dias brincadndo com as crianças, com outro amigo canino e cheirando coelhos e esquilos no quintal. 

"Vamos sentir sua falta da Lulu, mas foi a decisão certa para ela e nós desejamos para ela o melhor em sua nova vida!", finalizou a CIA.




A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco