Pernambuco.com
Pernambuco.com
Documento Acordo para proteger os gatos da Beira Rio Ministério Público elaborou documento com recomendações à prefeitura, que fará castração e microchipagem, e promoverá adoções

Publicado em: 30/07/2015 07:24 Atualizado em: 30/07/2015 07:45

Um documento com dez recomendações será encaminhado pelo Ministério Público de Pernambuco à Prefeitura do Recife para melhorar a situação dos gatos abandonados na Avenida Beira Rio. Em audiência pública realizada na tarde de ontem, ONGs de defesa dos animais fizeram sugestões ao promotor de Meio Ambiente da Capital, Ricardo Coelho.

A Secretaria-Executiva de Direitos dos Animais anunciou que, a partir da segunda-feira, equipes do órgão e do CVA farão levantamento dos animais para encaminhá-los à castração e microchipagem. Segundo a Seda, os cuidados no pós-operatório ficarão sob a responsabilidade do grupo Gatinhos da Beira Rio, formado por moradores do entorno. A Seda também vai ampliar o número de vagas nas feiras de adoção para encontrar novos lares para os gatos.

Entre as recomendações do MPPE estão a instalação de câmeras no local para evitar novos abandonos; a presença da Guarda Municipal e da Polícia Militar e a instalação de placas advertindo para o crime de abandono.

O promotor Ricardo Coelho pontuou que o poder público também deverá realizar a análise de viabilidade para a construção de abrigos públicos e o monitoramento das adoções e cirurgias.

No rol de recomendações estão ainda a criação, pela PCR, de um programa de castração, vacinação e tratamento nas comunidades e realização de campanha sobre saúde animal. “O caso é antigo e precisa de medidas urgentes”, afirmou o defensor de animais Sidney Nicéas, do projeto Mascote de Rua.

Gatos adultos e filhotes vêm se proliferando na área, num processo provocado pelo abandono e a rápida reprodução. Um grupo de defensores tem alimentado os animais, mas cobra mais castrações e adoções. A Seda informou que desde janeiro de 2013 promoveu 21 eventos de adoção (com 732 animais adotados), 2.234 consultas gratuitas, 648 fiscalizações de maus tratos e 6.368 mil castrações.

Pantanal: o pior incêndio da história
Resumo da semana: escolas seguem fechadas, incêndio no Pantanal e mais leitos de UTI pediátrica
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #Aulão: tudo sobre botânica
Rhaldney Santos entrevista a oftalmologista Larissa Ventura
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco