Pernambuco.com
Pernambuco.com
Medida Estado australiano quer proibir a venda de animais em pet shops

Por: Juliana Freire

Publicado em: 24/04/2015 17:08 Atualizado em: 24/04/2015 17:20

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Você realmente conhece seu pet? Sabe de onde ele veio? Se ele foi comprado em um petshop, a resposta é provavelmente não. Muitos tutores não sabem, mas antes de ficarem disponíveis em uma loja, alguns animais tiveram uma dificil trajetória. Muitos cães e gatos vêm de criadouros, que são verdadeiras fábricas de reprodução de animais, que deixam os filhotes em condições pouco favoráveis e ainda exploram casais como máquinas reprodutivas.

Da mesma forma acontece na Austrália, onde estima-se que 95% dos animais venham desses lugares. O grupo de defesa e bem-estar animal Animals Australia tem feito campanhas para mostrar a realidade de criadouros e dos animais que lá nascem. Devido as pressões da campanha, o estado autraliano de Victoria decidiu banir a comercialização de animais de estimação em pet shops, com exeção de bichinhos regatados ou vindos de abrigo.

A nova lei que proíbe a venda de animais nascidos em criadouros em pet shops também ordena que as fêmeas só poderão ter 5 ninhadas na vida, no máximo, e que os estabelecimentos só poderão ter até 10 fêmeas para reprodução.

A cultura de adoção ainda não é bem difundida na Australia. Os filhotes podem custar mais de R$ 6 mil, além disso, muitas raças chegam a ter lista de espera para a compra.

Por isso a importância de projetos que incentive a adoção e evite os maus tratos e a exploração animal para fins lucrativos. A atitude mais indicada é a adoção. Em Pernambuco, no Centro de Vigilância Ambiental - CVA , no Bairro de Peixinhos existem 40 animais (cães e gatos), castrados, vacinados e vermifugados, disponíveis para o tutor.

Detran-PE realiza ações na Semana Nacional do Trânsito
De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #159 - Lesmas, Minhocas e Planárias
Rhaldney Santos entrevista a ginecologista Altina Castelo Branco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco