Pernambuco.com
Pernambuco.com
Relacionamento Dono e cão têm conexão parecida com a de mãe e filho, diz estudo O sentimento nasce através do olhar e da liberação do hormônio ocitocina

Por: Juliana Freire

Publicado em: 17/04/2015 15:20 Atualizado em: 17/04/2015 16:04

É pelo olhar que o cachorro estabelece a conexão com o ser humano e consequente liberação de ocitocina. Foto: Pål-Kristian Hamre/ Flickr
É pelo olhar que o cachorro estabelece a conexão com o ser humano e consequente liberação de ocitocina. Foto: Pål-Kristian Hamre/ Flickr

Para você que sempre considerou o cão como um filho, saiba que a ciência tem encontrado motivos para explicar essa ligação tão forte entre o tutor e o pet. Um estudo publicado nesta pela revista "Science" afirma que o sentimento entre o homem e seu cão é construído por um processo hormonal que acontece quando eles se olham e que ele se assemelha ao amor materno ou paterno.

O estudo feito pela equipe da universidade japonesa Azabu diz que o olhar entre o cão e o tutor aumenta os níveis de ocitocina no cérebro, hormônio relacionado a padrões sexuais e conduta paternal e maternal. A ocitocina é um neurotransmissor responsável pela formação de vínculos de sociais e relações de confiança.

Durante a pesquisa, vários cachorros foram colocados em um quarto com seus tutores por meia hora, onde os cientistas anotavam cada interação. No final, os especialistas analisaram as urinas dos cães e de seus tutores e perceberam que a interação e o contato visual constante aumentaram os níveis de hormônios em ambos.

A ocitocina, liberada no relacionamento entre cachorros e humanos, é um neurotransmissor responsável pela formação de vínculos de sociais. Foto: Taro the Shiba Inu/Flickr
A ocitocina, liberada no relacionamento entre cachorros e humanos, é um neurotransmissor responsável pela formação de vínculos de sociais. Foto: Taro the Shiba Inu/Flickr

Um segundo experimento foi feito. Nele, os pesquisadores passavam ocitocina nos focinhos de alguns cães e o colocaram no quarto com seu tutor e desconhecidos. Em resposta, os cachorros passaram mais tempo olhando para seus donos. Após meia hora, os níveis de ocitocina cresceram nos donos dos cachorros tratados.

"O mesmo mecanismo de conexão, baseado no aumento da ocitocina ao se olharem, que fortalece os laços emocionais entre mães e seus filhos, ajuda a regular também o vínculo entre os cachorros e seus donos", concluiu a pesquisa.

Ídolo do Santa Cruz, Danny Morais se despede dos gramados
Resumo da semana: vacinas estragadas, Bolsonaro descarta confinamento e o caso Henry
Quem era Príncipe Philip? As curiosidades sobre o marido da rainha Elizabeth II
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 09/04
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco