Pernambuco.com
Pernambuco.com
Pets Gol e Azul passam a oferecer serviço para transporte de animais na cabine em voos domésticos Nos voos internacionais, o transporte de animais ainda não é permitido. Nos voos nacionais, a Avianca já oferece o serviço

Por: Diario de Pernambuco

Por: Estado de Minas

Publicado em: 13/03/2015 09:52 Atualizado em:

Transporte de animais passa a ser permitido nas duas companhias em voos domésticos. Foto. Can do Canines/Flickr/Reprodução
Transporte de animais passa a ser permitido nas duas companhias em voos domésticos. Foto. Can do Canines/Flickr/Reprodução

Os donos de cães e gatos já podem viajar de avião com seus animais de estimação na cabine dos voos de mais duas companhias aéreas no Brasil. A Gol Linhas Aéreas lançou na última quarta-feira o novo serviço em todos os voos domésticos. Cães e gatos poderão viajar na cabine de passageiros, acomodados abaixo da poltrona do dono, desde que atendam aos requisitos indicados pela companhia. A Azul Linhas Aéreas também permite o transporte dos animais junto aos seus donos em voos nacionais, para que não haja maiores preocupações com os pets durante a viagem. A Avianca já oferece o serviço.

Para ser transportado na cabine da Gol, o animal precisa estar dentro do kennel (contêiner), que deve ter espaço suficiente para dar uma volta completa em torno de si. São aceitos todos os tipos de cães ou gatos, com idade mínima de quatro meses e peso máximo de 10 quilos (incluindo o kennel). Por questões de segurança, os passageiros com animais de estimação não podem ser acomodados em saídas de emergência ou primeira fileira, além de não ser permitido mais de um animal ou criança na mesma fileira. A Gol exige ainda que os animais precisam estar em boas condições de higiene e ter todas as vacinas em dia.

“Os animais de estimação são hoje considerados parte da família e seus donos querem estar mais próximos de seus pets, e isso inclui também o momento da viagem. Pensando em atender esta necessidade, reformulamos serviços e processos para oferecer mais esta conveniência aos nossos clientes, dando a eles a oportunidade de viajar do seu jeito”, comenta Paulo Miranda, diretor de Produtos da Gol.

Nos voos da Azul, o peso do animal e do contêiner juntos não podem exceder 5 kg. Os animais precisam ter mais de quatro meses para viajar e ficar acomodados dentro do contêiner, entre os pés do dono. São permitidos no máximo três pets a bordo e o passageiro pode levar apenas um animal por voo. A taxa de serviço cobrada é de R$ 200. A Azul pede aos clientes que sempre levem o comprovante de vacinação antirrábica e o atestado de saúde do animal emitido por um médico veterinário, com validade de até dez dias da data da emissão.

No caso da Avianca, o animal e contêiner devem pesar, juntos, 8 kg. Os animais - cães ou gatos - também viajam embaixo da poltrona da frente de quem leva o pet. Também há o limite de três animais por voo. A taxa para o transporte é de R$ 100, podendo ser paga quando o passageiro solicita a inclusão do pet no voo ou na hora do embarque. É necessário estar com as vacinas em dia, sendo obrigatória a apresentação da carteira de vacinação, além do atestato sanitário emitido por um veterinário.

De acordo com a Anac, o dono também deve apresentar atestado de sanidade do animal, fornecido pela Secretaria de Agricultura Estadual, Posto do Departamento de Defesa Animal ou por médico veterinário. O documento deve ser apresentado no embarque com no máximo 72 horas após a emissão e precisa ter validade de dez dias. Nos voos internacionais, o transporte de animais ainda não é permitido.


Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco