Diario de Pernambuco
Busca
Efeitos da combinação de energéticos e bebidas alcoólicas: uma mistura perigosa

Carlos Japhet da Matta Albuquerque
Cardiologista do Hospital Santa Joana Recife

Publicado em: 20/02/2024 03:00 Atualizado em: 19/02/2024 23:15

O consumo de energéticos associado ao álcool tem se tornado uma prática comum em diversos eventos sociais, especialmente entre os jovens. Essa combinação levanta questões importantes sobre os potenciais riscos à saúde, tanto de curto quanto de longo prazo. E com a proximidade do carnaval e suas prévias, valem as orientações.

Os energéticos são bebidas que contém substâncias estimulantes, como cafeína, taurina e vitaminas do complexo B, destinadas a fornecer energia e aumentar o estado de alerta. Consumidos em larga escala, essas bebidas podem resultar em um aumento temporário da energia e da concentração.

O álcool, por sua vez, é um depressor do sistema nervoso central. Seus efeitos incluem relaxamento muscular, redução da ansiedade e diminuição da coordenação motora. No entanto, quando consumido em excesso, o álcool pode levar à embriaguez, comprometendo a função cognitiva e causando danos ao coração, fígado e outros órgãos.

Quando energéticos e álcool são consumidos juntos, ocorre uma interação complexa. A cafeína e outras substâncias estimulantes presentes nos energéticos mascaram os efeitos sedativos do álcool, resultando em uma sensação de alerta que pode levar a um aumento no consumo de álcool. Isso cria um ambiente propício para a ingestão excessiva e pode aumentar o risco de intoxicação.

A mistura de energéticos e álcool pode ter consequências sérias para a saúde. A combinação pode levar a um aumento no consumo de álcool, o que está associado a uma série de problemas de saúde, incluindo danos ao fígado, distúrbios cardiovasculares e dependência.

Além disso, a cafeína dos energéticos pode mascarar a sonolência, levando a um consumo prolongado de álcool e aumentando o risco de acidentes devido à diminuição da coordenação motora e do julgamento.

É crucial aumentar a conscientização sobre os riscos associados à combinação de energéticos e álcool. Programas educacionais devem ser implementados para informar os consumidores sobre os efeitos sinérgicos dessas substâncias e promover o consumo responsável.

Embora a combinação de energéticos e álcool seja popular em muitos contextos sociais, é fundamental compreender os riscos envolvidos. A conscientização, a educação e o incentivo ao consumo responsável são passos importantes para minimizar os danos à saúde associados a essa prática.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL