Diario de Pernambuco
Busca
Personalização da Inteligência Artificial no seguro saúde

Mariana Machado
Advogada especialista em Direito da Saúde do escritório Da Fonte Advogados

Publicado em: 12/04/2023 03:00 Atualizado em: 11/04/2023 23:29

O uso da Inteligência Artificial no seguro saúde surge como um avanço tecnológico que atende o anseio social da busca pela melhoria da qualidade de vida, ante a possibilidade de personalizar a relação dos envolvidos e garantir mais agilidade ao processo.

A contratação do plano de saúde ganha nova formatação, com o uso de técnicas de análise de dados, aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural, avaliando os dados do segurado para oferecer planos e serviços personalizados, de acordo com suas necessidades, reduzindo os custos financeiros para as partes.

Outra importante aplicação da IA, ocorre em relação à triagem e análise de exames, agilizando a prevenção ou diagnóstico de doenças, sendo mais eficiente do que um tratamento médico convencional, pois reduz o tempo do ciclo diagnóstico-tratamento-recuperação.

Nesse sentido, investimentos já vêm sendo realizados.

Cientistas da Universidade de Cambridge desenvolveram um equipamento portátil, o pâncreas artificial, que simula a função do órgão humano para controlar os níveis de glicose no sangue, injetando insulina no organismo, de modo controlado e automático, trazendo benefícios aos participantes do estudo que passaram 66% do tempo dentro da faixa desejada de nível de açúcar no sangue.

Foi apresentado ao mercado, pelos pesquisadores da Microsoft, o Kosmos 1, um modelo multimodal de IA que trabalha com texto, áudio, imagens e vídeos, executando tarefas em um nível compatível ao ser humano, recurso que igualmente será forte aliado da medicina em todas as suas vertentes.

A integração da tecnologia na saúde não substitui a ação humana, e sim possibilita ao médico assumir um papel de gerenciador do diagnóstico e planejador do tratamento com precisão, aumentando sua capacidade técnica.

O cenário normativo nacional vem se adequando as mudanças. Atualmente, tramita na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 21/20, dispondo sobre o uso transparente da IA pelas pessoas físicas e jurídicas, de forma harmônica com a LGPD e o CDC, firmado em princípios que garantam o respeito aos valores humanos e democráticos.

Assim, importante garantir que as empresas de seguros de saúde usem a IA de maneira ética e responsável, protegendo a privacidade e os direitos dos indivíduos, para que haja, de fato, uma transformação na estrutura dos serviços de saúde, com grande potencial para melhoria da qualidade de vida e otimização dos custos na assistência prestada.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL