Diario de Pernambuco
Busca

REALEZA BRITÂNICA

Príncipe William retoma vida pública e agradece demonstrações de carinho

William havia se afastado para acompanhar a cirurgia abdominal de sua esposa, Kate Middleton
Por: AFP

Publicado em: 07/02/2024 19:21

Príncipe William (foto: AFP)
Príncipe William (foto: AFP)

O príncipe William, que retornou à vida pública nesta quarta-feira (07), agradeceu pelas demonstrações de carinho por sua família desde o anúncio de que seu pai, o rei Charles III, havia sido diagnosticado com câncer.

 

"Apreciamos muito as mensagens adoráveis" recebidas, disse o herdeiro da coroa britânica nesta quarta-feira, ao chegar a um evento em Londres em prol da London Air Ambulance. 

 

William, 41 anos, havia se afastado para acompanhar a cirurgia abdominal de sua mulher, Catherine de Gales, também conhecida como Kate Middleton, realizada há três semanas.

 

Na manhã desta quarta-feira, o filho mais velho do rei participou de uma cerimônia no Castelo de Windsor, onde estregou condecorações a cidadãos em reconhecimento por suas ações comunitárias.

 

Kate, de 42 anos, foi hospitalizada no dia 16 de janeiro para se submeter a uma misteriosa cirurgia abdominal pela qual ficou duas semanas internada e os médicos recomendaram que se afaste de todas as atividades pelo menos até o final de março.

 

Seu pai, Charles III, de 75 anos, passou por uma cirurgia para tratar um hipertrofia "benigna" de próstata em 26 de janeiro, e agora enfrenta um câncer sobre o qual não há detalhes conhecidos, descoberto durante a sua internação. O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, disse ontem à BBC que foi "detectado a tempo".

 

Sunak fez hoje no Parlamento uma breve referência ao câncer do rei. "Sei que os pensamentos deste Parlamento e de todo o país estão com o rei e a sua família", decalrou, na Câmara dos Comuns. 

 

Um porta-voz do primeiro-ministro anunciou que a audiência semanal de Sunak com o rei, que se mudou ontem para sua residência em Sandringham, no leste da Inglaterra, será por telefone. A imprensa britânica afirmou depois que a reunião entre os dois voltará a ser realizada pessoalmente daqui a duas semanas.

 

O retorno de William às funções reais coincide com a chegada ao Reino Unido do seu irmão mais novo, o príncipe Harry, que viajou dos Estados Unidos, onde vive com a mulher, Meghan Markle, e os dois filhos, para visitar o pai. 

 

Harry, 39 anos, que mudou-se para a Califórnia com Meghan em 2020, denunciando, entre outras coisas, a pressão insuportável da imprensa sensacionalista britânica. Desde então, mantém relações tensas com o irmão e o pai. Porém, assim que pousou ontem em Londres, foi visitar o rei, de 75 anos.

 

 

Visita-relâmpago

 

Pai e filho se reuniram por 30 minutos na residência londrina de Clarence House, e, agora, o público britânico se questiona se os dois irmãos irão se encontrar.

 

"Fontes próximas ao príncipe William deixaram claro que ele não se encontraria com o irmão. Acredita-se que eles não se falam há mais de um ano, e William não está disposto a abrir uma porta para o irmão", indicou o jornal The Times. 

 

Segundo a imprensa, afinal não houve encontro. Após uma visita-relâmpago de um dia, Harry foi visto nesta tarde no aeroporto de Heathrow, em Londres. O duque de Sussex apareceu sorridente pouco antes de deixar Londres.

 

 

 

Segundo a pesquisa mais recente da sociedade Yougov, William é o membro da família real mais popular entre a opinião pública britânica, superado apenas pela falecida rainha Elizabeth II, enquanto o rei Charles III aparece em sexto lugar, e Harry, em 12º.

 

Agora, o primogênito do rei deve suportar a pressão de ser o centro das atenções pelas próximas semanas ou meses, enquanto durar o tratamento de seu pai. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.