Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Reino Unido registra zero mortes por Covid em 24 horas pela primeira vez desde julho

Por: AFP

Publicado em: 01/06/2021 13:58

 (Com condições favoráveis, os britânicos foram à praia da costa de Margate, a leste de Londres, Foto: Ben STANSALL / AFP)
Com condições favoráveis, os britânicos foram à praia da costa de Margate, a leste de Londres, Foto: Ben STANSALL / AFP
Os serviços de saúde britânicos não registraram nesta terça-feira (1º) nenhuma morte por coronavírus nas últimas 24 horas, pela primeira vez desde 30 de julho de 2020, apesar da preocupação no Reino Unido com o aumento de casos da variante Delta.

Embora as números no início da semana - segunda-feira foi feriado no Reino Unido - costumem ser muito baixos por um atraso nos registros, esta redução das mortes é uma boa notícia para o país da Europa mais castigado pela pandemia, com quase 127.782 mortes.  

A melhora é o resultado de uma campanha de vacinação em massa lançada em 8 de dezembro que permitiu administrar uma primeira dose em mais de 39 milhões de pessoas (74,9% da população adulta) e uma segunda em mais de 25 milhões (48,9%).

Apesar de tudo, o país contabilizou nesta terça-feira 3.165 casos adicionais, o que leva o total a quase 4,5 milhões e indica um aumento dos casos em comparação com as últimas semanas.

Depois de um longo e rígido terceiro confinamento no inverno (boreal), o Reino Unido está levantando progressivamente as restrições. No entanto, a última etapa dessa desescalada, prevista para 21 de junho, está ameaçada pelo auge da variante do coronavírus detectada originalmente na Índia e denominada pela OMS como Delta. 

Nos últimos dias, os especialistas alertaram sobre o risco de uma terceira onda de infecções, aumentando a pressão sobre o primeiro-ministro Boris Johnson. "Continuaremos avaliando e vigiando os dados diariamente", prometeu seu porta-voz nesta terça-feira.

Segundo os últimos dados publicados na sexta-feira pelo Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS), a taxa de infecção continua "baixa" no país, apesar dos sinais de aumento. 

Na Inglaterra, a ONS estimou que em 22 de maio 48.500 pessoas estavam infectadas com o vírus, ou seja, uma em cada 1.120.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Time de engenheiros se une para montar respiradores 15 vezes mais baratos e salvar milhares de vidas
Manhã na Clube: entrevistas com Marília Arraes, Marcella Salazar e Aurimar Borges Jr
Presidente da Argentina faz ataques xenofóbicos ao Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Tadeu Alencar e Túlio Rangel
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco