Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

COVID-19

Moderna pede autorização de vacina anticovid para adolescentes na Europa e Canadá

Por: AFP

Publicado em: 07/06/2021 13:35

 (crédito: GUILLAUME SOUVANT / AFP)
crédito: GUILLAUME SOUVANT / AFP
A empresa de biotecnologia Moderna anunciou, nesta segunda-feira (7), que apresentou pedidos para a autorização de uso de sua vacina contra a Covid-19 em adolescentes no Canadá e na União Europeia.

O grupo também pretende solicitar a aprovação de emergência da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos, onde a vacina da Pfizer/BioNTech já está sendo administrada aos adolescentes a partir de 12 anos.

Por enquanto, a vacina da Moderna é autorizada na UE e no Canadá apenas para pessoas maiores de 18 anos.

A vacina da aliança Pfizer/BioNTech foi autorizada no final de maio para adolescentes a partir de 12 anos nos 27 países da União Europeia. A vacina da Pfizer também já está autorizada para essa faixa etária no Canadá.

O grupo americano afirmou no fim de maio que sua vacina era "altamente eficaz" em adolescentes de entre 12 e 17 anos, segundo os resultados dos testes clínicos realizados com mais de 3.700 participantes nesta faixa etária nos Estados Unidos.

"Neste estudo, nenhum caso de Covid-19 foi observado em participantes que receberam as duas doses da vacina Moderna", ou seja, uma eficácia de "100% usando a mesma definição de casos" apenas para adultos, declarou nesta segunda a empresa de biotecnologia.

Após uma dose, 93% de eficácia foi observada, disse a empresa. Os poucos casos registrados em adolescentes entre a primeira e a segunda dose foram "leves", acrescentou.

"Temos o prazer de anunciar que solicitamos a aprovação condicional de comercialização de nossa vacina Covid-19 à Agência Europeia de Medicamentos para uso em adolescentes na União Europeia", disse o CEO da Moderna, Stephane Bancel.

"Estamos estimulados pelo fato de que a vacina covid-19 da Moderna ter sido altamente eficaz na prevenção da infecção por Covid-19 e SARS-CoV-2 em adolescentes", disse em um comunicado, no qual também afirma que a empresa solicitou a autorização para a Health Canada, agência de saúde do país.

Os adolescentes são muito menos suscetíveis aos vírus que os grupos de mais idade e a principal razão para vaciná-los é reduzir a transmissão.

Porém, casos extremamente raros e graves de Covid-19 podem ser registrados, assim como uma complicação pós-viral chamada síndrome inflamatória multissistêmica.

O regime de duas injeções da Moderna tem eficácia de quase 90% contra a Covid-19 sintomática e de 95% contra casos graves.

A vacina foi "em geral bem tolerada" entre os adolescentes, afirmou a empresa. "Até o momento não foram identificados problemas de segurança significativos", completou.

No mês passado, a Academia Americana de Pediatria classificou a autorização da vacina contra a covid da Pfizer para os adolescentes como uma ferramenta importante para que mais escolas possam retomar o ensino presencial.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco