Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

SUDÃO

Ao menos 36 mortos em confrontos tribais na região sudanesa de Darfur

Por: AFP

Publicado em: 07/06/2021 14:33

O conflito estourou em 2003, entre o regime de Omar al Bashir e membros de minorias étnicas que se consideravam marginalizadas
 (crédito: ASHRAF SHAZLY/ AFP)
O conflito estourou em 2003, entre o regime de Omar al Bashir e membros de minorias étnicas que se consideravam marginalizadas (crédito: ASHRAF SHAZLY/ AFP)
Pelo menos 36 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em confrontos tribais no final da semana passada em Darfur do Sul, no sudoeste do Sudão, informaram nesta segunda-feira (7) a agência de notícias oficial Suna e testemunhas.

A tribo Fallata e a árabe Taisha entraram em confronto em Um Dafuq, perto da fronteira com a República Centro-Africana, disseram testemunhas à AFP.

Esta manha, a situação havia "se estabilizado", segundo a agência Suna.

No momento não está claro por que os confrontos ocorreram, embora, em geral, os confrontos na região se devam a disputas pelo acesso à água e à terra.

"O Exército foi implantado nas áreas de combate para resolver o conflito entre as tribos Fallata e Taisha, que causou 36 mortes e 32 feridos em ambos os lados", disse Suna, citando autoridades do estado de Darfur do Sul.

Isa Omar, morador de Um Dafuq, disse à AFP por telefone que "ouviu os sons de artilharia pesada durante os combates".

Em abril, 132 pessoas perderam a vida em confrontos entre tribos árabes e a tribo Massalit em Darfur Ocidental.

Em janeiro, duas semanas após o término da missão conjunta de manutenção da paz da União Africana (Minuad), confrontos semelhantes mataram mais de 250 pessoas, principalmente em Darfur Ocidental.

Os moradores protestaram contra a retirada da Minuad, devido à violência persistente, que representa um dos principais desafios enfrentados pelo governo sudanês de transição, estabelecido após a remoção de Omar al Bashir em abril de 2019.

Em outubro, Cartum assinou um acordo de paz histórico com vários grupos rebeldes, principalmente de Darfur, e continua suas negociações de paz com alguns grupos insurgentes que não participaram do pacto.

No entanto, este último não parece estar relacionado aos incidentes da semana passada.

O conflito em Darfur estourou em 2003, entre o regime de Omar al Bashir e membros de minorias étnicas que se consideravam marginalizadas.

A violência deixou quase 300.000 mortos e mais de 2,5 milhões de deslocados, especialmente durante os primeiros anos do conflito, de acordo com a ONU.
TAGS: sudÃo | tribais | confrontos | mortos | 36 |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco