Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

MANIFESTAÇÃO

Republicanos do Senado bloqueiam comissão sobre ataque ao Capitólio dos EUA

Por: AFP

Publicado em: 28/05/2021 14:08 | Atualizado em: 28/05/2021 14:31

 (O oficial de polícia do Capitólio, Eugene Goodman conversando com o senador James Lankford depois que ele votou contra a formação de uma comissão independente para investigar o ataque no Capitólio dos EUA. Foto: CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)
O oficial de polícia do Capitólio, Eugene Goodman conversando com o senador James Lankford depois que ele votou contra a formação de uma comissão independente para investigar o ataque no Capitólio dos EUA. Foto: CHIP SOMODEVILLA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Os republicanos bloquearam nesta sexta-feira (28) no Senado dos Estados Unidos a criação de uma comissão independente para investigar o ataque ao Capitólio de 6 de janeiro, em uma tentativa de evitar uma indagação bipartidária antes das legislativas de 2022.

Dez republicanos deveriam se juntar aos 50 senadores democratas para avançar nessa decisão que já havia sido aprovada na Câmara de Representantes com modesto apoio de ambos os partidos.

No entanto, apenas seis senadores votaram a favor, o que mostra a profundidade da divisão do Congresso dos Estados Unidos e do país, quase 5 meses depois do mortal ataque ao Capitólio, e também evidencia a influência do ex-presidente Donald Trump no Partido Republicano.

Os senadores republicanos Mitt Romney, Lisa Murkowski e Susan Collins desafiaram seus líderes e apoiaram a criação dessa comissão, que possui o aval do presidente democrata Joe Biden e de vários ex-legisladores republicanos.

Porém, o líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, alegou que a comissão não conseguiria acrescentar nada às investigações que estão sendo realizadas pelo Congresso e pelo Departamento de Justiça.

Os republicanos afirmam que mais de 400 pessoas foram detidas por esse episódio de 6 de janeiro, que deixou cinco mortos, e defendem que os processos judiciais aos quais foram submetidos já tratam sobre o ocorrido.

Na Câmara dos Representantes, 35 dos 211 deputados republicanos somaram-se anteriormente aos democratas para formar essa comissão, que teria como modelo a que  investigou os ataques do 11 de setembro de 2001.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco