Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Opas denuncia patamar 'preocupante' de casos e mortes de Covid-19 nas Américas

Por: AFP

Publicado em: 26/05/2021 15:11

 (De acordo com a Opas, na semana passada, quatro em cada cinco dos países que relataram o maior número de novas infecções estavam na região (Brasil, Estados Unidos, Argentina e Colômbia). Foto: Michael DANTAS / AFP)
De acordo com a Opas, na semana passada, quatro em cada cinco dos países que relataram o maior número de novas infecções estavam na região (Brasil, Estados Unidos, Argentina e Colômbia). Foto: Michael DANTAS / AFP
A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertou nesta quarta-feira (26) sobre um patamar "preocupante" de casos e mortes de Covid-19 nas últimas semanas nas Américas, e lamentou que muitas pessoas e lugares não tenham cumprido as medidas preventivas.

"Na semana passada, houve mais de 1,2 milhão de novos casos de Covid-19 e 31.000 mortes relatadas nas Américas", disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, em uma entrevista coletiva. “Esses números não mudaram nas últimas semanas, ressaltando uma tendência preocupante: os casos e mortes estão estagnando em níveis alarmantes”, acrescentou.

De acordo com a Opas, na semana passada, quatro em cada cinco dos países que relataram o maior número de novas infecções estavam na região (Brasil, Estados Unidos, Argentina e Colômbia), e cinco relataram o maior número de mortes cumulativas ( Estados Unidos, Brasil, México, Colômbia e Argentina).

Etienne disse que Uruguai, Argentina e Brasil voltaram a registrar um aumento de casos "que põe em risco várias semanas de progresso" no controle do vírus, e destacou o "aumento drástico" de casos e mortes na Bolívia.

Ela também observou "novas infecções significativas" em Cuba e "tendências crescentes de hospitalizações" no Haiti. Entre os países da América Central que também registraram aumentos, mencionou Costa Rica, Panamá, Belize e Honduras.

"Apesar de infecções persistentemente altas, muitas pessoas e lugares não estão mais aderindo às medidas de saúde pública que sabemos serem eficazes contra a Covid-19", disse Etienne.

Dos 3,4 milhões de mortes relatadas globalmente desde o início da emergência de saúde da Covid-19 no final de 2019, quase metade corresponde a países nas Américas.

Mas Etienne alertou que "os números reais podem ser maiores", evidência do "enorme impacto" da pandemia na região.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco