Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

DIPLOMACIA

G7 deve assegurar recuperação global ecológica após pandemia, diz Londres

Por: AFP

Publicado em: 28/05/2021 17:15

 (O ministro das Finanças britânico, Rishi Sunak, fez esse apelo no final de uma reunião virtual com seus homólogos e banqueiros centrais do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos. Foto: JESSICA TAYLOR/AFP
)
O ministro das Finanças britânico, Rishi Sunak, fez esse apelo no final de uma reunião virtual com seus homólogos e banqueiros centrais do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos. Foto: JESSICA TAYLOR/AFP
O G7, grupo que reúne as sete maiores economias do planeta, deve trabalhar por uma "recuperação econômica e ecológica global" da pandemia do novo coronavírus, declarou o Reino Unido nesta sexta-feira (28).

Uma cúpula de chefes de Estado e governo está prevista para ocorrer em duas semanas.  

O ministro das Finanças britânico, Rishi Sunak, fez esse apelo no final de uma reunião virtual com seus homólogos e banqueiros centrais do Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos.  

Os ministros das Finanças do G7, cuja presidência neste ano é do Reino Unido, se reunirão em Londres de 4 a 5 de junho, próximo à data da cúpula de 11 a 13 de junho no sudoeste da Inglaterra. 

"Estou ansioso para realizar a reunião da próxima semana para continuar trabalhando juntos para apoiar o emprego e garantir uma recuperação econômica e ecológica global", afirmou.

Sunak, cujo país também sediará em novembro a cúpula do clima da ONU, a COP26, pediu ao G7 para "garantir que a luta contra as mudanças climáticas seja uma prioridade na política econômica e financeira". 

O grupo das nações mais ricas do mundo tem um "papel importante" em "liderar a economia mundial prejudicada nas próximas fases da recuperação econômica" depois da crise de saúde global, ressaltou Sunak. 

Os ministros do G7 se reuniram virtualmente nos últimos meses devido às restrições do coronavírus.

No entanto, a reunião da próxima semana em Londres dos ministros das Finanças será presencial, como foi a reunião dos ministros das Relações Exteriores há duas semanas. 

Os ministros serão acompanhados por representantes da Comissão Europeia, do Banco Mundial, do FMI e da OCDE. 

O G7 concordou há uma semana em encerrar o financiamento estatal para usinas termelétricas a carvão até o final deste ano, além de "descarbonizar" o fornecimento de eletricidade ainda na década de 2030. 

A cúpula de junho será a primeira desde que Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos. A resposta global à Covid-19 e às mudanças climáticas deverá ser o principal tema da reunião.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco