Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

China garante que apoia investigação completa sobre origem do coronavírus e condena versão do vazamento em Wuhan

Publicado em: 27/05/2021 17:14 | Atualizado em: 27/05/2021 17:39

 (O governo chinês ainda apelou para a cooperação internacional baseada nos fatos e na ciência para poder lidar com a pandemia. Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP)
O governo chinês ainda apelou para a cooperação internacional baseada nos fatos e na ciência para poder lidar com a pandemia. Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP
A Embaixada da China em Washington, nos Estados Unidos, pediu nesta quinta-feira (27) uma investigação completa sobre a Covid e reprovou a politização da questão após a declaração do presidente norte-americano Joe Biden a respeito da probabilidade da origem do novo coronavírus ter mesmo vazado do laboratório chinês em Wuhan. Em resposta à Biden, a embaixada chinesa nos EUA também condenou essa tentativa de apontar Pequim como responsável pelo vazamento. "Ultimamente, algumas pessoas jogaram um truque velho da propaganda política sobre a origem da Covid-19 no mundo. A campanha de difamação e troca de culpa estão voltando, e a teoria de conspiração de 'vazamento de laboratório' está ressurgindo", afirmou a embaixada em seu comunicado.

Além disso, o governo chinês ainda apelou para a cooperação internacional baseada nos fatos e na ciência para poder lidar com a pandemia. "A lição do ano passado ainda está fresca em nossa memória. Enquanto a pandemia ainda causa grandes danos no mundo atual e a comunidade internacional espera uma maior coordenação entre os países, algumas pessoas estão recorrendo ao seu antigo manual. Nós não podemos deixar de perguntar: já se esqueceram dessa lição amarga, tão cedo? Ou querem ver uma repetição de tragédias? A politização do rastreamento da origem, que é uma questão de ciência, não apenas fará mais difícil a procura da origem do vírus, mas também dará rédea solta ao 'vírus político' e dificultará seriamente a cooperação internacional sobre a pandemia", de acordo com a nota emitida da embaixada chinesa.

A Embaixada chinesa nos EUA reiterou que Pequim apóia uma investigação total de todos os primeiros casos positivos de infectados pelo novo coronavírus em todo o mundo, e que tal investigação deve chegar ao fundo do assunto para deixar tudo claro.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco