Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

OMS e Agência Européia de Medicamentos irão inspecionar fabricação da vacina russa Sputnik V

Publicado em: 22/04/2021 16:29

 (Foto: SAVO PRELEVIC / AFP)
Foto: SAVO PRELEVIC / AFP
A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Agência Européia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) declararam que pretendem fazer uma visita em conjunto às instalações onde à vacina russa Sputnik V contra a Covid é produzida. 

De acordo com representantes dos dois órgãos, a previsão é de que a vistoria deva acontecer a partir de 10 de maio. "As inspeções no local para boas práticas de fabricação por uma equipe conjunta de EMA/OMS estão previstas para ocorrer de 10 de maio à primeira semana de junho, que são as datas acertadas com o fabricante", informou um representante da OMS.

Também segundo ambas as entidades ainda estão recebendo dados do Centro nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, desenvolvedor do imunizante Sputnik V contra o novo coronavírus e que utiliza uma tecnologia baseada em adenovírus humano, como parte de um processo contínuo de revisão. 

Enquanto isso, a Rússia já estuda a aprovação da vacina Sputnik Light contra a Covid para maio, que corresponde a uma versão de dose única da Sputnik V. O governo de Moscou afirmou que poderá produzir 30 milhões de doses da vacina por mês até o final de 2021. O anúncio foi feito pelo ministro da Indústria e Comércio, Denis Manturov, após a realização de um discurso do presidente Vladimir Putin à nação, no qual pediu à população que se vacinem e disse que espera a imunidade coletiva contra a Covid no país até o outono. 

Além disso, em março a Rússia informou que concluiu os testes clínicos da vacina de dose única e o Ministério da Saúde recebeu o pedido de registro. A Sputnik Light é oferecida como uma possível opção temporária para colaborar com as nações que apresentam altas taxas de infecção e, assim poder ajudar a acelerar as campanhas de imunização. No entanto, o governo comunicou que a vacina Sputnik V com duas doses prosseguirá como sendo a principal versão usada em seu país.
TAGS: v | sputnik | covid | oms | pandemia |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Manhã na Clube com Rhaldney Santos -  12/05
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco