Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

DIPLOMACIA

China adverte o Japão sobre interferências em seus assuntos internos

Publicado em: 06/04/2021 19:58

 (Foto: JAPAN POOL VIA JIJI PRESS / AFP)
Foto: JAPAN POOL VIA JIJI PRESS / AFP
O ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, alertou o Japão sobre os comentários críticos feitos pelo chanceler japonês, Toshimitsu Motegi, referentes à questão da violação dos direitos humanos tanto em Xinjiang como em Hong Kong.  Motegi ainda reiterou o protesto do Japão contra as reivindicações de Pequim do território nos mares do Sul e do Leste da China. 
 
De acordo com uma nota emitida pelo Ministério das Relações Exteriores da China,  Wang disse ao chanceler japonês que os dois países asiáticos devem garantir que as relações bilaterais não se envolvam no chamado confronto entre os principais países e se opôs à interferência do Japão nos assuntos internos da China. "A China espera que o Japão, como um país independente, olhe para o desenvolvimento da China de uma forma objetiva e racional, em vez de ser enganado por alguns países que têm uma visão tendenciosa contra a China", afirmou Wang.

Cúpula Japão-EUA

Em 16 de abril acontecerá a primeira cúpula presencial do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, com o premiê japonês Yoshihide Suga. O líder norte-americano adota a política de reconstruir e fortalecer os laços com aliados europeus e asiáticos, enquanto os EUA se preparam para competir com o crescimento econômico da China. Além disso, o Japão como forte aliado dos Estados Unidos, também compartilha das mesmas preocupações de Washington a respeito do aumento militar de Pequim.
 
Na agenda da cúpula Japão-EUA, Taiwan também deve entrar na pauta de discussões entre os dois dirigentes, pois é outro ponto de conflito potencial. Para o governo Biden é preocupante uma possível invasão chinesa de Taiwan, que Pequim considera uma província rebelde. Em contrapartida, a China já protestou contra um acordo entre as guardas costeiras dos Estados Unidos e de Taiwan para fortalecer a cooperação mútua na região.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco