Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PANDEMIA

Equador fechará praias na Páscoa devido à onda de Covid-19

Por: AFP

Publicado em: 29/03/2021 17:41

 (Foto: Reprodução/Pixabay)
Foto: Reprodução/Pixabay
O Equador fechará suas praias no feriado da Páscoa, de sexta a domingo, após um acordo com as autoridades locais, às quais o Executivo pediu para endurecer as restrições diante da nova onda de Covid-19, informou nesta segunda-feira (29) o Ministro de Governo(Interior), Gabriel Martínez. 

“Eu me encontrei com os prefeitos dos cantões que têm praias no país e chegamos a um acordo: fechá-las durante o feriado”, informou Martínez pelo Twitter. Ele acrescentou que “o objetivo é evitar multidões para reduzir as chances de contágio e diminuir a pressão sobre o sistema de saúde”. 

O Comitê de Operações de Emergência (COE) do Equador, encarregado de administrar a pandemia, anunciou anteriormente que havia pedido às autoridades locais que impusessem novas restrições. 

O COE nacional, que representa o governo equatoriano, só pode ditar restrições como toques de recolher amparado em estado de exceção. 

No entanto, em janeiro, um tribunal declarou inconstitucional o terceiro estado de exceção que o Executivo decretou devido à pandemia um mês antes. 

O país, de 17,4 milhões de habitantes e um dos mais atingidos da América Latina, acumula 325.124 casos e 16.746 mortes por Covid-19. 

Zapata destacou que o número de mortes por coronavírus cresceu 25% em março em relação ao mesmo mês de 2020. 

Além disso, disse que há 367 infectados "na lista de espera" por leitos hospitalares, nas províncias de Pichincha (cuja capital é Quito), Guayas e Manabí, as mais atingidas.

Entre as recomendações do COE estão: impor estratégias para reduzir multidões, limitar a mobilidade, controlar o consumo de bebidas alcoólicas e o uso adequado do espaço público. 

O município do porto de Guayaquil (capital de Guayas, sudoeste), uma das primeiras fontes da pandemia na região, impôs medidas restritivas no domingo, como proibir o tráfego noturno de veículos até 9 de abril. 

O país mantém suas fronteiras terrestres e marítimas fechadas há um ano e as aulas presenciais foram suspensas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco