Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

RECUPERADA

Freira de 116 anos, a segunda pessoa mais velha no mundo, supera Covid-19

Publicado em: 10/02/2021 08:07

 (Foto: St. Mary's Church/Facebook)
Foto: St. Mary's Church/Facebook
A freira francesa Lucile Randon, mais conhecida como Irmã Andrée, é a segunda pessoa mais velha no mundo com 116 anos. Às vésperas de completar idade nova, nesta quinta-feira (11), ela conseguiu se curar da Covid-19.

Irmã Andrée, que hoje vive em uma casa de repouso em Sainte Catherine Labouré, contraíu o novo coronavírus no dia 16 de janeiro e estava em isolamento até estar segunda-feira. Em entrevista ao jornal francês Lavoix Du Nord, ela declarou que "nem sabia que tinha".

De acordo com a equipe médica que atendeu a idosa, ela não apresentou nenhum sintoma grave da Covid, assim como a maioria das pessoas na casa de repouso que foram infectadas. Dos 88 idosos que moram no local, 81 tiveram o vírus e dez morreram.

Como forma de prevenir a propagação do coronavírus, a casa de repouso isolou a freira durante maior parte de janeiro. Irmã Andrée, a pessoa mais velha da Europa, é cega e parcialmente surda, e conseguiu sobreviver às duas Guerras Mundiais depois de perder os dois irmão no acontecimento.

Mesmo após mais de 75 anos, a freira ainda se recorda de algum acontecimentos da época da primeira Guerra Mundial e da época em que trabalhou como governanta e professora em vários lugares. Ao final da segunda Grande Guerra, a idosa trabalhou durante 28 anos no Hospital de Vichy, onde era responsável por órfãos e idoso.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/03
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco