Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

RELAÇÕES

Governo afegão e talibãs perto de concluir troca de prisioneiros

Por: AFP

Publicado em: 03/09/2020 10:22

O governo afegão e o Talibã anunciaram, nesta quinta-feira (3), que estão perto de concluir a troca de prisioneiros, um avanço importante no processo de paz entre as duas partes, em guerra há quase duas décadas.

"O governo libertou os últimos 400 prisioneiros, com exceção de alguns que dizem respeito a nossos parceiros", escreveu no Twitter Javid Faisal, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC, um órgão governamental).

"Esperamos que as negociações [com o Talibã] comecem rapidamente", acrescentou.

As negociações de paz, que buscam encerrar quase 19 anos de conflito, deveriam ter iniciado em março, mas foram adiadas devido a desacordos sobre uma troca de prisioneiros: cerca de 5.000 talibãs contra mil membros das forças afegãs.

Essa disposição, incluída no acordo assinado em fevereiro entre os Estados Unidos e o Talibã, que prevê a retirada das tropas estrangeiras do Afeganistão até meados de 2021, não foi bem recebida por Cabul, que não fez parte dos signatários do pacto.

As autoridades afegãs estavam relutantes em libertar os últimos 400 insurgentes, alguns acusados de crimes graves, mas finalmente concordaram esta semana em libertar a maioria deles, tendo em vista as negociações de paz.

"Os esforços diplomáticos estão em andamento", continuou Faisal. O Talibã, por sua vez, libertou os soldados reivindicados por Cabul, acrescentou.

"Libertamos todos os prisioneiros do governo", confirmou um líder insurgente, acrescentando que quase todos os seus combatentes foram libertados por Cabul.

"Sete dos nossos prisioneiros ainda estão detidos porque a Austrália e a França estão preocupadas com o assunto", explicou. "O governo de Cabul os enviará ao Catar, onde permanecerão detidos durante as negociações".

Uma fonte diplomática confirmou à AFP a possibilidade de transferir os sete prisioneiros para Doha.

"Os americanos pressionam as autoridades afegãs a esse respeito. Mas os afegãos ainda não tomaram sua decisão final", explicou, anonimamente.

Embora as negociações de paz devam começar em Doha logo após o fim do intercâmbio, a data para seu início ainda não foi definida.

Segundo várias autoridades afegãs, a delegação de negociadores de Cabul deve partir em breve para Doha.

"O governo levantou todos os obstáculos ao início das negociações diretas", explicou Najia Anwari, porta-voz do Ministério da Paz.

"A equipe de negociação (de Cabul) se prepara para as discussões", acrescentou.

Cabul já enviou uma "pequena equipe técnica" a Doha, para "preparativos logísticos" para as negociações de paz, disse à AFP na quarta-feira.

Diante dos negociadores, o presidente Ashraf Ghani declarou na quarta-feira que uma "etapa crucial para a paz" havia sido ultrapassada. E acrescentou que espera que este diálogo leve a uma "redução da violência e a um cessar-fogo permanente".

Por sua vez, o Talibã disse estar pronto para iniciar negociações com Cabul "na semana seguinte" à conclusão da troca de prisioneiros.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco