Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

IGREJA

Papa terá Semana Santa inédita por coronavírus

Por: AFP

Publicado em: 25/03/2020 19:17

 (Foto: Handout / VATICAN MEDIA / AFP)
Foto: Handout / VATICAN MEDIA / AFP

O Papa Francisco se prepara para uma Semana Santa inédita devido à pandemia do novo coronavírus, sem procissões de fiéis e marcada pela morte, na Itália, de 67 padres pela doença.

Um dos momentos mais importantes da tradição católica, que lembra a morte de Jesus na cruz, acontecerá sem a presença de fiéis, sem a tradicional lavagem dos pés e sem a comovente Via-Crúcis precedida pelo pontífice, anunciou o Vaticano nesta quarta-feira.

A decisão não tem precedentes na história recente da Igreja e foi tomada "devido à emergência sanitária atual". O Papa irá presidir a portas fechadas, em abril, o Domingo de Ramos, a Quinta e Sexta-Feira Santa com a Via-Crúcis no Coliseu Romano, a Vigília Pascal e o Domingo de Ressureição com a tradicional benção "Urbi et Orbi".

Com o decreto divulgado hoje, a Congregação para o Culto Divino proibiu missas com a presença de fiéis durante a Semana Santa nos países afetados pela pandemia.

"A data da Páscoa não pode ser adiada. Iremos celebrá-la depois da preparação deste tempo especial da Quaresma, tão marcado pela dor, o medo e a incerteza", explicou o secretário da congregação, arcebispo Arthur Roche, ao portal oficial da Santa Sé, Vatican News.

A Igreja Católica dedicará um momento especial aos padres e freiras que morreram por causa do vírus, e às centenas de religiosos infectados em vários países.

Segundo o jornal "Avvenire", da Conferência Episcopal italiana, 67 padres morreram de Covid-19, a maioria idosos que viviam no norte da Itália, área mais atingida.

Pela primeira vez, o Papa está transmitindo as missas das 7h na Casa Santa Marta, sua residência, onde rezou diversas vezes pelos médicos e famílias que lutam contra a pandemia. 

Francisco agradeceu ontem a todos os padres que criaram sistemas para estar perto dos necessitados, com missas pela internet.

"Muitos fiéis rezam o rosário se conectando através do rádio, da TV ou da internet. Vivemos um momento excepcional. Não esqueçamos que Jesus fala da oração pessoal convidando-nos a rezá-la em nossas casas", assinalou Arthur Roche.

Em nome do Papa, o cardeal Konrad Krajewski visitou esta semana dois institutos religiosos de freiras em Roma onde 60 delas estão em quarentena por estarem infectadas, entre elas uma em estado grave.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Moderna espera entregar sua vacina antes do Natal
OMS alerta para situação do Brasil e México na pandemia
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 30/11
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/12
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco