Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Mundo

ABRIGO POLÍTICO

Após renunciar à presidência da Bolívia, Evo Morales desembarca no México

Publicado em: 12/11/2019 14:24 | Atualizado em: 12/11/2019 15:10

 (Foto: Reprodução / Twitter)
Foto: Reprodução / Twitter
Após renunciar, no último domingo (10), ao cargo de presidente sob pressão das Forças Armadas bolivianas, Evo Morales chegou, nesta terça-feira (12), ao México. O ex-chefe de estado desceu da aeronave no país que lhe concedeu abrigo político exatamente às 14h17 (horário de Brasília).

Na noite da última segunda-feira, Evo foi ao aeroporto de Chimoré, que fica localizado perto de Cochabamba – antigo reduto do ex-presidente, e embarcou na aeronave da Força Aérea mexicana, por volta das 22h50. Antes de terminar o trajeto, o avião precisou fazer uma parada para abastecer no Peru. 

Na Cidade do México, Morales voltou a falar de golpe de estado, imperialismo e o olhar ao povo pobre da Bolívia. "Temos que diminuir a extrema pobreza também pra fortalecer a luta dos pobres na Bolívia e no Mundo". E fez questão de agradecer aos seus acolhedores: "Irmãos e irmãs muito obrigada. Muito obrigado ao governo mexicano".

O abrigo no México havia sido confirmado ontem, por meio do o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard. "Informamos que há alguns momentos recebemos uma chamada do presidente Evo Morales mediante à qual respondeu ao nosso convite e solicitou verbal e formalmente o asilo a nosso país", informou Ebrard em uma entrevista coletiva.

O chanceler informou ainda que o asilo foi autorizado porque "sua vida e integridade correm riscos". Ele explicou que informaria às autoridades bolivianas sobre essa decisão para que procedam para conceder um salvo-conduto ao ex-presidente e garantias de que "sua vida, integridade pessoal e liberdade" não seriam colocadas em perigo".

Horas antes, Ebrard havida dito que, para o México, havia ocorrido um golpe de Estado na Bolívia e seu governo havia recebido mais de 20 pedidos de asilo político.

Na noite de domingo, 10, Evo denunciou que havia uma ordem de "prisão ilegal" contra ele. "Denuncio ao mundo e ao povo boliviano que um oficial da polícia anunciou publicamente que tem a instrução de executar uma ordem de prisão ilegal contra a minha pessoa", tuitou ele, que anunciou também que "grupos violentos" atacaram sua casa.


 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A importância de um atendimento farmacêutico correto
Primeira Pessoa com Padre Reginaldo Veloso
Sobre Vidas: Casinha - Associação dos Amigos da Vila do Papelão
Dp Auto no Jeep Experience
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco