Manifestação Poderosa força paramilitar iraquiana está pronta para intervir

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 07/10/2019 09:56 Atualizado em:

Arquivo/AFP
Arquivo/AFP
O chefe da Hashd Al-Shaabi, poderosa coalizão paramilitar dominada por milícias xiitas próximas ao Irã, afirmou nesta segunda-feira que está pronto para intervir e impedir "um golpe de Estado ou uma rebelião", caso o governo assim o ordenar.

Ao denunciar um "complô", Faleh Al-Fayadh alertou em coletiva de imprensa em Bagdá que a Hashd quer "o fim da corrupção e não o fim do regime", em resposta a um dos lemas dos manifestantes.

O chefe da Hashd Al-Shaabi, atualmente integrada em grande parte por tropas regulares iraquianas, afirmou "saber quem está por trás das manifestações" e "quem planejou uma queda do regime", um plano que "fracassou" a seu ver.

"Serão castigados", acrescentou.

No domingo, o governo iraquiano anunciou uma série de medidas sociais em resposta às reivindicações dos manifestantes, com o objetivo de esvaziar um movimento de protesto que deixou quase 100 mortos em menos de uma semana.

Nascido através de apelos nas redes sociais, o movimento protesta contra a corrupção, o desemprego e a decadência dos serviços públicos em um país emergente há menos de dois anos de quase quatro décadas de conflito e na escassez crônica de eletricidade e água potável. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.