Reino Unido Johnson pode solicitar adiamento do Brexit se não alcançar acordo

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 04/10/2019 11:06 Atualizado em:

Isabel Infantes/AFP
Isabel Infantes/AFP
O primeiro-ministro britânico Boris Johnson solicitará a Bruxelas um adiamento do Brexit se não alcançar um acordo até 19 de outubro, com base em uma lei aprovada recentemente, afirma um documento apresentado a um tribunal.

O adiamento seria uma contradição com o discurso oficial de Johnson, que repete sem parar que o Reino Unido abandonará a União Europeia (UE) em 31 de outubro, com ou sem acordo.

O documento foi divulgado como parte de uma ação judicial apresentada na Escócia por um empresario ao lado da deputada Joanna Cherry e do advogado Jo Maugham, que exigem do governo conservador que acate a lei aprovada pelo Parlamento em setembro e que obriga o Executivo a pedir um adiamento de três meses na ausência de um acordo.

Jo Maugham indicou que um documento apresentado pela defesa do primeiro-ministro afirma que este solicitará efetivamente um adiamento à UE.

Em declarações ao canal Sky News, Jo Maugham afirmou que não entende como Boris Johnson poderia conciliar suas declarações, de que não pedirá um adiamento, "com a promessa que fez à justiça".

Boris Johnson apresentou na quarta-feira suas propostas à UE sobre a fronteira irlandesa, o principal obstáculo para obter um acordo.

Antes, chegou a declarar que preferia estar "morto no fundo de uma vala" a pedir um novo adiamento do Brexit, que seria o terceiro desde a aprovação da saída do Reino Unido em um referendo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.