ISS Cancelada em março, caminhada espacial 100% feminina ocorrerá neste mês

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 07/10/2019 16:12 Atualizado em: 07/10/2019 16:16

Na imagem, Christina Hammock Koch, membro da Estação Espacial Internacional. Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP
Na imagem, Christina Hammock Koch, membro da Estação Espacial Internacional. Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP
A falta de dois trajes espaciais de tamanho feminino a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) impediu que as astronautas americanas Christina Koch e Anne McClain fizessem, em março de 2019, a primeira caminhada espacial 100% feminina e entrassem para a história. Como resultado, Koch fez a caminhada com seu colega Nick Hague.
 
Agora, a ISS já dispõe de dois trajes de tamanho médio que, segundo Koch, devem ser suficientes para colocar o programa em ação. A primeira caminhada feminina está marcada para finalmente acontecer em 21 de outubro.
 
A decisão foi tomada pela Nasa, a agência espacial americana, na última sexta (4), quando foi definida a agenda das próximas dez caminhadas espaciais. 
 
As próximas caminhadas terão como objetivo substituir as baterias do painel solar, atualizando-as para as de íon-lítio, e reformar o espectrômetro magnético alfa, um equipamento usado pela Nasa para medir matérias incomuns que possam ser encontradas no Universo.
 
Anne McClain, a astronauta que deveria ter participado da caminhada junto com Koch em março, já está de volta à Terra. Quem participará do feito junto a Koch será Jessica Meir.
 
A caminhada espacial feminina não será o único feito histórico no currículo de Christina Koch. Ela deve permanecer na estação espacial até fevereiro de 2020 e se tornar a astronauta que mais tempo ficou no espaço, superando Peggy Whitson, fora do planeta por 288 dias seguidos. 
 
As dez caminhadas espaciais acontecerão em um intervalo de apenas três meses. A última vez que houve tantas caminhadas em tão pouco tempo foi na conclusão da montagem da estação há oito anos. 
 
Jessica Meir chegou à estação espacial na última semana e deve participar de pelo menos duas caminhadas espaciais, a primeira com Koch e a segunda com o astronauta italiano Luca Parmitato, da Agência Espacial Europeia.
Meir treinou com Koch por cerca de seis anos. Agora, em sua primeira missão, ela passará pelo menos seis meses na estação.
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.