Reino Unido Respeito decisão que considera ilegal suspensão do Parlamento, diz Johnson

Por: AE

Publicado em: 24/09/2019 14:00 Atualizado em:

Foto: Arquivo / AFP
Foto: Arquivo / AFP
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que discorda, mas respeita a decisão tomada hoje pela Suprema Corte do país, que considerou ilegal a suspensão do Parlamento britânico.

A declaração foi dada em reunião bilateral com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Na oportunidade, Johnson defendeu que o impasse do Brexit estará resolvido em 31 de outubro, data final para a saída do país da União Europeia.

Trump aproveitou para tecer elogios a Johnson, quem, para o líder americano, está desenvolvendo um bom trabalho como premiê.

O republicano ainda afirmou que os EUA passarão a ter mais acordos comerciais com o Reino Unido. Mais cedo, em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump já havia dito que firmaria pactos com país.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.