Crime Mulher corta pênis e testículos do amante em jogo sexual e pega 13 anos de prisão

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 27/09/2019 08:00 Atualizado em:

AFP Photo/Telam
AFP Photo/Telam
Uma mulher de 28 anos vai cumprir 13 anos de prisão por cortar parte do pênis e os testículos do amante em Córdoba, na Argentina. A sentença saiu nessa quarta-feira (25), após decisão por unanimidade de um júri popular. No entendimento dos jurados, o ato configura tentativa de assassinato. Brenda Micaela Barattini, que confessou o crime, também deverá pagar US$ 493.665 à vítima - o músico Sergio Fernandez, de 42 anos.

O crime ocorreu em 25 de novembro de 2017. Brenda fez uma espécie de jogo sexual para cometer os ataques: vendou o amante e começou a fazer sexo oral nele. Quando percebeu que o homem estava excitado, amputou-lhe o pênis com uma tesoura de jardinagem. Fernandez foi socorrido por vizinhos, que ouviram seus gritos. 

O músico passou oito dias em coma e alega que ainda tem ataques de pânico ao se relacionar com outras mulheres, pois pensa que todas querem matá-lo durante o ato sexual. 

Vingança
O crime é fruto de uma vingança contra Sérgio, já que ele compartilhou vídeos e fotos de suas relações sexuais com Branda com amigos. “Ele me transformou em um objeto sexual. Violou a minha privacidade e destruiu a minha carreira. Fiquei arruinada”, afirmou a ré perante o juiz.

A severidade da pena surpreendeu Barattini e sua família. Segundo o advogado de defesa, havia expectativa por uma pena mais branda - entre 3 a 10 anos de reclusão. Do lado de fora do fórum, um grupo de militantes manifestou apoio à arquiteta e repúdio contra o promotor do caso. 

Antes que o juiz proferisse a sentença, no entanto, Brenda Barattini demonstrou arrependimento por seus atos: “Eu ferrei minha vida. Nunca na minha vida eu queria matar alguém. Não era minha intenção e peço que seja feita justiça. Sinto muito pelo que fiz. Eu quero continuar com minha vida normal. Eu sinto muito. Eu nunca iria querer matar alguém".



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.