Bombardeios matam sete civis na província síria de Idlib, apesar de trégua

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 14/09/2019 11:56 Atualizado em:

Esta província está sob um cessar-fogo anunciado por Moscou no final de agosto, após quatro meses de bombardeios. Foto: Nazeer Al-khatib / AFP
Esta província está sob um cessar-fogo anunciado por Moscou no final de agosto, após quatro meses de bombardeios. Foto: Nazeer Al-khatib / AFP
 
Sete civis morreram em bombardeios do governo sírio e da Rússia, seu aliado, contra a província de Idlib, apesar de uma trégua em vigor - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), neste sábado (14).

Esta província e várias zonas adjacentes do noroeste, sob controle do grupo extremista Hayat Tahrir al-Sham (HTS), estão sob um cessar-fogo anunciado por Moscou no final de agosto, após quatro meses de bombardeios.

Segundo a ONG, mais de 960 civis já morreram.

Na terça-feira, um civil de 75 anos morreu nos primeiros bombardeios russos sobre a região desde o anúncio da trégua.

No sábado, um menino faleceu ao ser atingido por foguetes disparados pelo governo sírio contra uma aldeia do sul da província de Idlib, acrescentou o OSDH.

Outros cinco civis, entre eles um garoto, morreram nas mesmas circunstâncias na sexta-feira, nas localidades de Maaret al-Numan e Kafranbel. Um sexto foi vítima de um ataque aéreo russo no oeste da província.

A guerra na Síria deixou mais de 370.000 mortos desde sua explosão em 2011.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.